Futebol brasileiro

As maiores invencibilidades entre os clubes da Série A do Brasileirão em 2022

Bia Palumbo
Palmeiras e Ceará vivem boa fase na temporada
Palmeiras e Ceará vivem boa fase na temporada / Alexandre Schneider/GettyImages
facebooktwitterreddit

Líder do Brasileirão, o Palmeiras já conquistou dois títulos na temporada (Paulistão e Recopa Sul-Americana) e atualmente é o chamado "time a ser batido", principalmente porque está sem perder há dois meses. O próximo desafio é contra o São Paulo, que nesta semana voltou a ser derrotado após 15 jogos.

Pensando nisso, o 90min preparou um levantamento sobre os clubes que disputam a competição nacional e considera apenas clubes que estão há três ou mais jogos sem perder, incluindo todos os campeonatos em andamento na temporada, ou seja, também estão contabilizados os jogos pela Copa do Brasil, Copa Sul-Americana e Libertadores.

6. Red Bull Bragantino (3 jogos)

Mauricio Barbieri Tecnico Red Bull Bragantino
Time de Mauricio Barbieri chegou a ficar nove jogos sem vencer / NELSON ALMEIDA/GettyImages

Última derrota: Red Bull Bragantino 0 x 2 Internacional (05/06)

São duas vitórias no período, ambas em casa, sendo uma delas sobre o Flamengo naquele que foi o último jogo de Paulo Sousa à frente do rubro-negro carioca, e uma goleada por 4 a 2, além de um empate diante do Cuiabá na Arena Pantanal.

5. Santos (4 jogos)

Marcos Leonardo
Marcos Leonardo já marcou seis gols neste Brasileirão / Ricardo Moreira/GettyImages

Última derrota: Santos 0 x 1 Palmeiras

São três empates (Athletico-PR, Internacional e Atlético-MG) e uma vitória fora de casa (Juventude) e a volta do atacante Marcos Leonardo após representar a seleção sub-20 pode ser o fio condutor para o time de Fabián Bustos embalar de vez e entrar no G-6.

4. Athletico-PR (8 jogos)

Pablo Teixeira
Pablo tem sido um dos símbolos da boa fase do Furacão / Heuler Andrey/GettyImages

Última derrota: Fluminense 2 x 1 Athletico-PR (14/05)

Desde a chegada de Felipão, em maio, o rubro-negro engatou cinco vitórias (sendo três na condição de mandante) e três empates (um como visitante). No Brasileirão a mudança é nítida: lanterna nas duas primeiras rodadas, saiu da zona de rebaixamento na 4ª rodada, nunca mais voltou e atualmente está no G-4. De lá para cá o clube paranaense também avançou na Copa do Brasil e na Sul-Americana.

3. Ceará (10 jogos)

Stiven Mendoza
Decisivo, Stiven Mendoza participou de 18 gols ao longo de 31 jogos em 2022 / Ricardo Moreira/GettyImages

Última derrota: Athletico-PR 1 x 0 Ceará (07/05)

Nem mesmo a troca no comando técnico (Marquinhos Santos assumiu a vaga de Dorival Jr, que foi para o Flamengo) parece ter freado o momento do Alvinegro de Porangabuçu. São cinco empates e cinco vitórias, sendo apenas duas em casa, ou seja, há potencial para evolução, principalmente levando em conta de que a torcida tem feito a parte dela (uma das melhores médias de público do Brasileirão, 34.114 por jogo, atrás apenas de Flamengo e Corinthians, segundo dados divulgados no início deste mês pelo Espião Estatístico, do ge).

2. Internacional (16 jogos)

Mano Menezes
Mano Menezes tem 66,6% de aproveitamento no Inter / Alexandre Loureiro/GettyImages

Última derrota: Atlético-MG 2 x 0 Internacional (10/04)

Ao longo dessa sequência são cinco jogos sem sofrer gols. O ajuste na defesa é uma das virtudes de Mano Menezes, que estreou em 23 de abril contra o Fluminense. O substituto de Alexander Medina reforçou o poder de marcação e os destaques no setor ofensivo são Alan Patrick e Wanderson, que também chegaram nesta temporada.

1. Palmeiras (18 jogos)

Gustavo Scarpa, Rony
Com 23 gols marcados e apenas sete sofridos em 12 rodadas, Verdão tem o melhor ataque e a defesa menos vazada do Brasileirão / Ricardo Moreira/GettyImages

Última derrota: Palmeiras 2 x 3 Ceará (09/04)

Líder do Brasileirão, o time de Abel Ferreira passou um terço do campeonato na liderança (as rodadas (8, 10, 11 e 12) e a posição mais baixa até o momento foi justamente na 1ª, quando sofreu o único revés em 12 rodadas no Brasileirão e terminou em 14º lugar. De lá para cá o Verdão segue em curva ascendente e acumula uma série positiva de 18 partidas sem perder, sendo 11 pelo Brasileirão (sete vitórias e quatro empates), cinco pela Libertadores (cinco vitórias) e duas na Copa do Brasil (uma vitória e um empate). São 46 gols marcados e nove sofridos, sendo 10 jogos sem sofrer gols e apenas dois sem marcar (empates sem gols diante de Flamengo e Atlético-MG).

facebooktwitterreddit