Brasileirao Série A

Internacional comunica saída do técnico Alexander Medina

Fabio Utz
Uruguaio deixa o Beira-Rio três meses após ser anunciado
Uruguaio deixa o Beira-Rio três meses após ser anunciado / SILVIO AVILA/GettyImages
facebooktwitterreddit

A era Alexander Medina chegou ao fim no Internacional. Nesta sexta-feira (15), o clube gaúcho confirmou a demissão do treinador 94 dias após ser apresentado. Junto com ele, toda a sua comissão técnica deixa o Beira-Rio - os auxiliares Fernando Machado e Jadson Vieira, os preparadores físicos Alexis Olariaga e Richard González e o analista de desempenho Mariano Levisman.

A gota d'água foi o empate diante do Guaireña pela Copa Sul-Americana. O uruguaio chegou a comandar o treinamento durante a manhã, mas uma reunião encerrou o ciclo dele no Colorado e o interino será Cauan de Almeida, auxiliar técnico que fica no banco de reservas no domingo (17), contra o Fortaleza, jogo que marca a despedida de D'Alessandro.

Mesmo com a chegada de reforços, a equipe vermelha em nenhum momento mostrou evolução. Pelo contrário, parou no tempo e parecia perdida a cada vez que entrava em campo. Os números, aliás, traduzem esta realidade: seis vitórias, seis empates e cinco derrotas, o que gerou um aproveitamento de 48%. No total, foram 17 gols feitos e 20 sofridos, o que comprova a dificuldade em atacar os adversários e, também, em se defender.

Os únicos rivais batidos pelo Inter de Medina foram Juventude, União Frederiquense, Caxias, Aimoré e Grêmio (2x). Por outro lado, perdeu sem contestação para o Globo-RN (2 a 0), duelo este que fez o clube ser eliminado logo na primeira fase da Copa do Brasil, e para o Atlético-MG na estreia do Brasileirão.

Tragédia anunciada

As mudanças no Inter não se resumem a Medina. A reformulação começou no início de março, quando o conselho de gestão optou pela saída do executivo de futebol Paulo Bracks, que tinha carta branca para a montagem do atual elenco. O dirigente estava no Beira-Rio desde o início da gestão de Alessandro Barcellos - foi anunciado em dezembro de 2020.

Nesta época os bastidores do Colorado ferveram e inclusive a troca no comando técnico foi cogitada, mas o próprio presidente sustentou a permanência do uruguaio.

Para mais notícias do Internacional, clique aqui.

facebooktwitterreddit