Nova era! Duelo entre Juventus e Dínamo de Kiev marcou feito histórico na Champions

Nathália Almeida
Juventus v Dynamo Kyiv: Group G - UEFA Champions League
Juventus v Dynamo Kyiv: Group G - UEFA Champions League / Chris Ricco/Getty Images
facebooktwitterreddit

Para os espectadores mais desatentos, a partida entre Juventus e Dínamo de Kiev - com os italianos já classificados às oitavas de final e os ucranianos já eliminados -, parecia um jogo comum de fase de grupos da Champions League. No entanto, este duelo aparentemente 'despretensioso' acabou entrando para a história da competição e se tornando um marco para todos que lutam pela equidade de gênero no esporte.

Pela primeira vez na história, testemunhamos um jogo de Champions League Masculina ser conduzido por uma mulher: Stéphanie Frappart, árbitra de 36 anos, foi responsável pelo apito no Allianz Stadium. Quadro da FIFA desde 2009, a experiente profissional vive um momento especial em sua carreira dentro das quatro linhas, acumulando boas atuações e, consequentemente, recebendo mais oportunidades em nível continental.

Juventus v Dynamo Kyiv: Group G - UEFA Champions League
Juventus v Dynamo Kyiv: Group G - UEFA Champions League / Valerio Pennicino/Getty Images

A ascensão de Stéphanie Frappart teve 2019 como ano emblemático, de barreiras rompidas para ela em nível pessoal e para a arbitragem feminina no geral, afinal, a conquista de uma é conquista de todas: foi no ano passado que a francesa tornou-se a primeira mulher a conduzir um jogo do Campeonato Francês Masculino, além de ter sido a primeira profissional feminina a arbitrar um confronto de UEFA Europa League. Fechando a temporada com chave de ouro, recebeu a oportunidade de apitar a grande final da Copa do Mundo Feminina de 2019, entre Holanda e Estados Unidos, em seu país natal.

Subindo degrau por degrau, Frappart teve sua competência e qualidade reconhecidas com essa escala para o duelo entre Juventus e Dínamo de Kiev, e abraçou bem a oportunidade: emplacou uma atuação segura e discreta (como deve ser), acompanhando de perto as jogadas e mantendo o critério nas faltas e na aplicação dos cartões.

Juventus v Dynamo Kyiv: Group G - UEFA Champions League
Juventus v Dynamo Kyiv: Group G - UEFA Champions League / DeFodi Images/Getty Images

Ainda que tardio, o primeiro jogo de Champions arbitrado por uma mulher é uma estreia que emociona todas nós que sonhamos e lutamos por um futebol mais inclusivo e democrático, com oportunidades iguais e valorização às profissionais da bola, sejam elas atletas, dirigentes, árbitras ou dirigentes. E que vejamos cada vez mais Stéphanies e Edinas brilhando pelos gramados europeus ou sul-americanos: elas estão pedindo passagem e tudo que precisam é chance e apoio.

facebooktwitterreddit