7 estrelas que a Juventus se arrependeu de negociar

Zinedine Zidane
Zinedine Zidane deixou a Itália para ser ídolo na Espanha. | Claudio Villa/ Grazia Neri/Getty Images

A Juventus investiu pesado nas contratações nas últimas temporadas, trazendo nomes como Cristiano Ronaldo, Matthijs de Ligt e Danilo. Porém, caso ‘cuidasse’ melhor de seus jogadores, o Bianconero poderia ter mantido seus craques e evitado gastar uma nota. Confira 7 exemplos (da atualidade ou não) na lista abaixo:

7. Edwin Van der Sar

Edwin van der Sar
Aparentemente, a Juventus gosta de ceder 'ídolos' para o futebol inglês. | Stuart Franklin/Getty Images

Edwin Van der Sar chegou à Juventus em 1999 e foi o titular da equipe até a chegada do monstro Gianluigi Buffon. Com o surgimento do paredão italiano, o holandês foi 'escanteado' e vendido ao modesto Fulham, da Inglaterra. Anos depois, porém, ele foi para o gigante Manchester United e despontou como um dos melhores do mundo.

6. Arturo Vidal

Arturo Vidal
Arturo Vidal segue em alto nível no futebol europeu. | Jean Catuffe/Getty Images

Vidal não é craque, mas, na Juventus, se consolidou no meio de campo e foi multicampeão, com 7 taças em 4 anos. Porém, apesar do sucesso, os italianos decidiram vendê-lo ao Bayern de Munique, que pagou por 35 milhões de euros. A bolada, no entanto, não serviu para muita coisa, visto que o time não encontrou um substituto do nível do veterano do Barcelona.

5. Fabio Cannavaro

Fabio Cannavaro
Campeão mundial decolou depois que saiu da Juventus. | Massimo Cebrelli/Getty Images

A Juventus realmente estava em destroços na época em que vendeu Cannavaro ao Real Madrid, em 2006. Porém, apesar da crise financeira e dos vários problemas, o clube bianconero poderia ter tido mais firmeza e segurado o zagueiro, que deixou o time para ser 'Bola de Ouro' e campeão mundial com o seu país.

4. Ciro Immobile

Oscar Rojas, Ciro Immobile
Immobile segue brilhando no futebol italiano, mas longe da Juve. | Jeff Zelevansky/Getty Images

Cria da Juventus, Immobile chegou ao profissional, mas não empolgou e ficou saltando de time em time. Porém, nos últimos anos, o atacante se firmou como uma das principais referências ofensivas da Lazio e do futebol europeu, com 117 gols em 169 partidas, e com certeza teria ajudado os ‘donos da Itália’.

3. Dani Alves

Daniel Alves
Como o próprio lateral falou, ele ainda tem nível para atuar na Europa. | Ian MacNicol/Getty Images

O craque Dani Alves chegou de graça à Juventus, em 2016, após deixar o Barcelona. Em pouco tempo, o lateral mostrou que ainda estava em alta e que seria muito útil ao time italiano. Contudo, uma temporada depois, ele foi negociado com o Paris Saint-Germain. Hoje, aos 37 anos, ele mostra que ainda tem muita bola para jogar no São Paulo e na Seleção Brasileira.

2. Paul Pogba

Paul Pogba
Pogba tem mais 'atrapalhado' do que ajuda o Manchester United, mas ainda é craque. | Dino Panato/Getty Images

A Juventus vendeu o meio-campista Pogba ao Manchester United, em 2016, por absurdos 105 milhões de euros. O montante arrecado, porém, não teve o impacto esperado, observando que o time não repôs à altura e a falta que o meia faz ao meio de campo do time – apesar da 'fase' do francês no futebol inglês.   

1. Zinedine Zidane

Zinedine Zidane
A história poderia ter sido outra, mas a Juventus não segurou o seu craque. | Claudio Villa/Getty Images

Gênio, Zidane foi dos grandes jogadores da história do futebol mundial. A Juve, porém, só deve ter percebido o tamanho do meia após ele voar no Real Madrid Galáctico do começo dos anos 2000, onde alcançou, inclusive, o sonho de consumo dos italianos: a Champions League.