6 jogadores reservas que têm números de titulares

Antonio Mota
Gustavo Scarpa é cotado no time titular do Palmeiras, mas segue no banco.
Gustavo Scarpa é cotado no time titular do Palmeiras, mas segue no banco. / Lucas Uebel/GettyImages
facebooktwitterreddit

Pedindo passagem? Nas últimas semanas, o meio-campista Gustavo Scarpa, do Palmeiras, deu o que falar nas redes sociais. Com excelentes números, o camisa 14 foi exaltado por torcedores, e até pelo técnico Abel Ferreira, e apontado como uma “dor de cabeça boa” no Allianz Parque. Na prática, porém, o meia não conseguiu superar os concorrentes e seguiu como opção de banco de reservas no clube.

Nesta direção, o 90min Brasil decidiu lembrar de jogadores que são reservas, mesmo que não em todos os jogos, mas que têm números de titulares. Confira:

1. Gustavo Scarpa – Palmeiras

Palmeiras Gustavo Scarpa
Gustavo Scarpa vem "pedindo passagem" no Palmeiras. / Miguel Schincariol/GettyImages

Gustavo Scarpa disputou 26 partidas neste Campeonato Brasileiro, mas começou apenas 17 como titular. Ainda assim, o meio-campista é dono de ótimos números: deu 11 assistências e ainda marcou 3 gols – ou seja, participou diretamente de 14 tentos. E isso falando apenas no Brasileirão.

Raphael Veiga, por exemplo, que iniciou 25 das 26 partidas que disputou na Série A, participou de forma direta de 11 gols (8 tentos e 3 passes para gol).

2. Pedro – Flamengo

Pedro Flamengo
Pedro tem excelentes números no Flamengo / CARL DE SOUZA/GettyImages

Reserva imediato de Gabigol, Pedro é dono de números muito expressivos no Flamengo. Nesta edição do Brasileirão, por exemplo, o atacante disputou 21 partidas (13 como titular) e contribuiu com 7 gols e 4 assistências – 11 participações em gol. Excelentes marcas para um “reserva de luxo”.

3. Diogo Jota – Liverpool

Liverpool Diogo Jota
Diogo Jota voltou para o banco do Liverpool, mas ainda tem bons números. / Alex Livesey - Danehouse/GettyImages

Após uma temporada aquém das expectativas, Roberto Firmino reencontrou o seu futebol e retomou o seu protagonismo no Liverpool. Com isso, Diogo Jota perdeu espaço e voltou a ser uma opção para Jürgen Klopp. Porém, ainda assim, o atacante segue com números muito bons: marcou 4 gols e deu 2 assistências em 12 jogos.

4. Ángel Di María – PSG

PSG Angel Di Maria
Ángel Di María segue sendo importante no PSG. / Catherine Steenkeste/GettyImages

Reserva de luxo? Di María perdeu protagonismo no Paris Saint-Germain após a chegada de Lionel Messi, Georginio Wijnaldum e demais estrelas. Mas isso não acabou com o seu papel de importância na equipe.

Nesta temporada, mesmo que tenha atuado apenas na Ligue 1, o atacante continua mostrando o seu talento e o seu poder de decisão: participou diretamente de 5 gols em apenas 8 jogos. São 2 tentos e 3 passes para gol.

5. Diego Costa – Atlético-MG

Galo Diego Costa
Diego Costa ainda não se firmou no Atlético-MG. / Wagner Meier/GettyImages

Uma das mais novas superaquisições do Atlético-MG na temporada, Diego Costa ainda não teve tempo para se firmar em definitivo entre os titulares de Cuca. Porém, o atacante já mostrou que não chegou para ser ‘mais um’ no Galo. Em 10 jogos, o goleador marcou 4 tentos. Um ótimo aproveitamento.

6. Michael – Flamengo

Flamengo Michael Delgado
Michael cresceu muito no Flamengo nos últimos meses. / Wagner Meier/GettyImages

Embora esteja iniciando os jogos com frequência desde a chegada de Renato Gaúcho, Michael não é visto como titular do Flamengo. Hoje, no entanto, o atacante é peça-chave do clube e os números comprovam isso: ele já participou de 10 gols (7 tentos e 3 assistências) em 26 jogos (17 como titular) neste Brasileirão.

facebooktwitterreddit