Palmeiras

Gustavo Scarpa decide mais uma e pede passagem no Palmeiras; números do meia não são de ‘reserva de luxo’

Antonio Mota
Gustavo Scarpa merece mais oportunidades no Palmeiras.
Gustavo Scarpa merece mais oportunidades no Palmeiras. / Alexandre Schneider/GettyImages
facebooktwitterreddit

Pediu passagem? O Palmeiras martelou, dominou e venceu o Sport Club do Recife por 2 a 1, de virada, no Allianz Parque, na noite da última segunda-feira (25), pela rodada 28 do Campeonato Brasileiro. Acionado por Abel Ferreira na etapa complementar, Gustavo Scarpa foi decisivo e novamente fez a diferença, tendo participado diretamente dos dois tentos do clube de São Paulo.

Com o Leão vencendo e na defensiva, Scarpa entrou na vaga de Patrick para mudar o jogo e tornar o time mais agudo, e assim o fez. Com bons passes, inteligência e qualidade técnica, o camisa 14 melhorou o funcionamento do bloco de frente do Palmeiras e cobrou os dois escanteios que deram o triunfo ao clube: um foi uma assistência para Luiz Adriano e outro foi desviado para Felipe Melo fechar o placar.

“Fantástico”, como adjetivou Abel, o meio-campista engatou mais uma boa partida pelo Palmeiras. Foi decisivo. E essa não é bem uma novidade, como os números mostram: Scarpa é o maior garçom (10 passes para gol), o atleta com mais passes para finalização (44) e também o que mais acerta cruzamentos (52) no Campeonato Brasileiro. Mais, mesmo não sendo titular absoluto e regular, já acumula 16 assistências na temporada (48 jogos).

Scarpa vem retomando o seu papel de importância no Allianz Parque e hoje merece mais do que ser um “reserva de luxo” no Palmeiras. Colecionando boas atuações, o meia é o problema que todo treinador gostaria de ter. Uma dor de cabeça boa para Abel Ferreira, que cedo ou tarde, se nada mudar, vai ter que encaixá-lo entre os onze iniciais.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique aqui.

facebooktwitterreddit