Vasco da Gama

VP do Vasco fala sobre modelo de SAF do clube e cita Cruzeiro: “Diferente de outros clubes”

Antonio Mota
Dirigente do Vasco falou sobre o modelo de SAF da equipe e disse que será diferente de outras equipes, “principalmente do Cruzeiro”.
Dirigente do Vasco falou sobre o modelo de SAF da equipe e disse que será diferente de outras equipes, “principalmente do Cruzeiro”. / Bruna Prado/GettyImages
facebooktwitterreddit

O Conselho Deliberativo do Vasco se reuniu na última quinta-feira (24) e tratou, entre outros assuntos, sobre a inclusão da SAF no Estatuto da agremiação. Em discussão, conselheiros do clube mostraram certa desconfiança sobre o negócio e cobraram transparência acerca do contrato com a 777 Partners. Os cartolas, receosos após veiculação dos detalhes do acordo entre Ronaldo e o Cruzeiro, reforçaram a necessidade de o Cruzmaltino ter garantias.  

Após o encontro na Sede Náutica da Lagoa, o dirigente Roberto Duque Estrada, segundo vice-presidente geral do clube, falou com jornalistas e fez questão de acalmar torcedores e conselheiros preocupados com o modelo SAF do Vasco. "Não há nenhuma dificuldade da diretoria em ter transparência e apresentar o que for necessário para o Conselho se convencer de que é um bom negócio”, iniciou o VP, conforme informações do “ge”, completando:  

"Esse trabalho está sendo feito gradativamente, é isso que diferencia a SAF do Vasco da de outros clubes, principalmente a do Cruzeiro. Não está sendo feito de forma açodada, não está sendo feito às pressas."

acrescentou Duque Estrada.
Vasco Carioca Futebol Clássico dos Milhões SAF
O Vasco segue se preparando para a Série B do Campeonato Brasileiro. / Diogo Reis/Agif/Gazeta Press

O VP ainda comentou sobre a velocidade das negociações entre o Vasco e a 777 Partners e destacou que tudo tem sido feito com paciência. “É claro que, numa negociação como essa, não dá para arrastar isso por seis meses, oito meses. Não vamos fazer às pressas, mas também não vamos retardar. Existe um momento de mercado, uma negociação, uma vontade detectada entre as pessoas, e a gente tem a responsabilidade de analisar isso”, disse.

Por fim, Roberto Duque Estrada destacou que as expectativas do Cruzmaltino são muito boas. “A perspectiva é a melhor possível, mostra que o vascaíno entendeu o quão bom para o Vasco será o negócio”, encerrou.

É válido destacar que o Vasco ainda tem etapas a cumprir em seu processo de transformação em SAF. Após aprovação do Conselho, existirá uma reunião da Assembleia Geral e, nela, os sócios votarão para aceitarem a decisão, a qual inclui a possibilidade de formação de uma SAF no Estatuto. Depois, um novo estágio começará, com discussões sobre a instauração da própria SAF e da chegada da 777 Partners.   

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.

facebooktwitterreddit