Brasileirao Série A

Seleção da 38ª rodada do Campeonato Brasileiro

Lucas Humberto
Fluminense carimbou sua vaga na Libertadores no apagar das luzes
Fluminense carimbou sua vaga na Libertadores no apagar das luzes / Wagner Meier/GettyImages
facebooktwitterreddit

O Campeonato Brasileiro 2021 chegou ao fim com as características habituais que fizeram dele uma referência ao futebol sul-americano: repleto de emoção, belas imagens e altíssimo nível de competitividade.

Como as definições da parte de cima da tabela já haviam sido formalizadas há algumas semanas, a guerra da elite envolveu muito mais os potenciais rebaixados. Mas nem por isso os destaques deixaram de ser gigantes. A seguir, você confere a 38ª rodada do Brasileirão.

1. Vinicius Silvestre (Palmeiras)

Num time repleto de jovens, a experiência do pouco utilizado Vinicius Silvestre foi um dos grandes trunfos palmeirenses. Responsável por operar milagres e terminar uma partida de 30 finalizações adversárias sem sofrer gols, o arqueiro alviverde teve atuação de gala.

2. Yago Pikachu (Fortaleza)

Coroando uma temporada de altíssimo nível, Yago Pikachu tratou de garantir que a bela festa na Arena Castelão tivesse um importante ingrediente: encerrar a campanha de 2021 com vitória. No lado direito, ele exerceu pleno domínio no time do Fortaleza.

3. David Braz (Fluminense)

David Braz Fluminense Brasileirão 38ª rodada
Experiência de David Braz foi um dos trunfos do Fluminense / Wagner Meier/GettyImages

Oportunista - no bom sentido, claro -, David Braz abriu o placar diante da Chapecoense e conduziu um triunfo que terminou em outra festa, mas desta vez no Maracanã. Se os oponentes encerraram o duelo com somente três finalizações, é porque a defesa trabalhou bem, concorda?

4. Kaiky Naves (Palmeiras)

Parece que os garotos quiseram deixar suas credenciais ao torcedor, certo? Na zaga do Palmeiras, ninguém brilhou mais que Kaiky Naves. E olha que o Vozão esgotou todas suas tentativas de vencer a bem postada linha defensiva alviverde.

5. Capixaba (Juventude)

Tudo bem que o Corinthians fez um jogo de pouquíssimas investidas ofensivas mas, quando tentou, Capixaba se impôs para tratar de afastar qualquer perigo. Atuando como ala, o jogador se mostrou um grande estrategista.

6. André (Fluminense)

Revelação do Brasileirão, André encerrou seu ano futebolístico com desempenho que acabou se tornando habitual ao longo dos meses: comandando o meio-campo do Fluminense. Somente 20 anos de idade, mas inteligência de veterano. Alô, Tite...

7. Marlon Freitas (Atlético-GO)

Marlon Freitas Atlético-GO Brasileirão
Volante está na mira do Corinthians / Buda Mendes/GettyImages

Atuando principalmente como segundo volante ao longo da temporada, Marlon Freitas teve grande participação na escalada do Atlético-GO na reta final do torneio. Com passes longos e cruzamentos precisos, o meia foi um dos grandes destaques do Dragão.

8. Chico Kim (Juventude)

Coube ao incansável meia-atacante do Juventude converter o pênalti que levou os jacorenos ao delírio. Principal responsável por garantir o time de Caxias do Sul na elite, Chico Kim escreveu seu nome no livro de memórias do clube. E a festa da torcida diz tudo.

9. Luiz Henrique (Fluminense)

Autor do segundo gol que garantiu a vitória do Fluminense diante da Chapecoense, Luiz Henrique se mostrou o típico jogador onipresente. Aparecendo por todos os lados, o polivalente Moleque de Xerém é outra boa notícia do torcedor tricolor pensando em 2022.

10. Ademir (América-MG)

Apesar de algumas polêmicas no início da temporada, Ademir jamais será esquecido pelo torcedor do Coelho. Afinal, foram 13 oportunas bolas na rede que garantiram a participação inédita dos mineiros na Libertadores. O clube vem ainda mais forte no ano que vem...

11. Diego Souza (Grêmio)

Diego Souza Grêmio Brasileirão
Diego Souza tentou manter o Imortal na elite, mas já era tarde demais / Silvio Avila/GettyImages

Não deu. Apesar da artilharia nata que virou costume, Diego Souza não conseguiu manter o Grêmio na Série A. Nada que o torne menos destaque da 38ª rodada, claro. Anotando dois dos quatro gols do Imortal, o clube de Porto Alegre até fez sua parte, mas já não bastava só isso.

facebooktwitterreddit