Brasileirao Série A

Quantos clubes da Série A já trocaram de treinador neste início de temporada?

Matheus Nunes
Fábio Carille deixou o cargo de treinador do Santos em fevereiro
Fábio Carille deixou o cargo de treinador do Santos em fevereiro / Alexandre Schneider/GettyImages
facebooktwitterreddit

Em apenas três meses de temporada, quase a metade dos clubes que vão disputar a Série A do Campeonato Brasileiro já trocaram de treinador. Nesta sexta (25), com a demissão de Tiago Nunes do comando do Ceará, o número de saídas chegou a oito.

A regra para este ano mudou em relação ao ano passado. Em 2021, os clubes só podiam demitir seus técnicos apenas duas vezes. Essa medida fez com que tivesse 21 trocas no comando dos times, a segunda menor taxa desde 2003. Acontece que a iniciativa foi derrubada já nesta temporada, e o aumento nas dispensas deve aumentar novamente.

O mês de fevereiro foi recorde, com seis treinadores deixando suas equipes. Quem iniciou a fila foi Sylvinho, deixando o comando do Corinthians no dia 3 após a derrota de virada para o Santos por 2 a 1, na Neo Química Arena, pela terceira rodada do Campeonato Paulista. Quem assumiu a vaga foi o português Vítor Pereira.

Três dias depois, foi a vez do Avaí anunciar a demissão de Claudinei Oliveira, após seis partidas no ano. A diretoria do clube catarinense considerou o início de temporada da equipe ruim. Eduardo Barroca foi contratado para comandar o time.

No dia 7 de fevereiro, Marcelo Cabo anunciou nas redes sociais que estaria se desligando do Atlético-GO, após reunião com o presidente do clube, Adson Batista. Na temporada, ele fez apenas quatro jogos pelo Dragão. Hoje quem está no comando da equipe é Umberto Louzer.

O dia 11 do mês começou com novidades no Juventude. O clube do Rio Grande do Sul confirmou a saída do técnico Jair Ventura, após série de resultados negativos. Quem assumiu o lugar deixado pelo treinador foi Eduardo Baptista. Neste mesmo dia, o Botafogo também decidiu trocar seu comando técnico, demitindo Enderson Moreira.

A trajetória de Fábio Carille no Santos se encerrou em 18 de fevereiro. O comandante foi demitido após uma reunião com a diretoria do clube. A saída aconteceu em comum acordo, com o argentino Fabián Bustos sendo o escolhido para assumir o posto.

Na noite de ontem (24), o Goiás publicou nas redes sociais a saída de Bruno Pivetti no comando da equipe, após desligamento de Paulo Autuori. Nesta sexta (25), encerrando a lista de demissões, o Ceará anunciou que Tiago Nunes não faz parte do seu quadro de funcionários, após eliminação na Copa do Nordeste para o CRB. Tanto o clube goiano, como os cearenses ainda não anunciaram seus substitutos.

facebooktwitterreddit