Reportagem especial

Projeto a longo prazo e sonhos grandes: conheça o Tuntum EC, adversário do Cruzeiro na Copa do Brasil

Antonio Mota
O Tuntum EC é o clube mais jovem a ter disputado a Copa do Brasil. Na 2ª fase, o Leão vai encarar o tradicional Cruzeiro: “A ideia é passar”.
O Tuntum EC é o clube mais jovem a ter disputado a Copa do Brasil. Na 2ª fase, o Leão vai encarar o tradicional Cruzeiro: “A ideia é passar”. / /Tuntum EC
facebooktwitterreddit

Fundado há menos de um ano, em junho do ano passado, o Tuntum Esporte Clube não precisou de muito tempo de existência para escrever o seu nome na história do futebol do Brasil. Com poucos meses de vida, o Leão do pequeno município de nome onomatopeico Tuntum, localizado a mais de 350 quilômetros de São Luís, capital do Maranhão, rugiu alto e deu saltos antes inimagináveis para uma cidade de cerca de 40 mil habitantes onde sequer existia futebol profissional.

Com um projeto desenhado para longo prazo, muito planejamento e movido a grandes ambições, o Tuntum EC conseguiu progredir de forma contínua no Maranhão e em menos tempos do que o esperado colheu frutos enormes, caso da vaga para a Copa do Brasil. O Leão dos Cocais, aliás, já nasceu histórico no torneio mais democrático do país: é, agora, o time mais jovem a já ter disputado a competição, tendo o feito com apenas oito meses de fundação.

Tuntum EC Copa Brasil Cruzeiro Futebol
Alceu Godinho, analista de desempenho do Tuntum EC, conversou com o 90min Brasil. / Reprodução Tuntum EC

O Tuntum EC iniciou os trabalhos profissionais em 2021 e no mesmo ano conseguiu acesso à elite do futebol do Maranhão. Na ocasião, o clube garantiu vaga na Série A do Campeonato Maranhense após ser vice na Série B do torneio, que teve o Cordino como campeão. A vaga para a Copa do Brasil veio tempos depois, com o título da Copa FMF – espécie de seletiva da Federação Maranhense de Futebol, na qual o vencedor decide se vai disputar a copa ou a Série D do Campeonato Brasileiro.  

Em bate-papo com o 90min Brasil, o analista de desempenho do Tuntum EC, Alceu Godinho, falou sobre o nascimento e crescimento exponencial do clube. O profissional explicou que o Leão surgiu a partir de uma iniciativa da prefeitura da cidade e de pessoas ligadas a ela e destacou ainda que se trata de um projeto ambicioso e a longo prazo. “É um time para a cidade e com ambições, digamos, grandes. E não é à toa que já estamos na Copa do Brasil, inclusive, na segunda fase”, frisou.

O profissional revelou ainda alguns dos objetivos do Leão para os próximos anos, citando que o time busca ter uma boa estrutura física, um bom centro de treinamento e até destacando que já estão acontecendo melhorias no estádio da equipe. "Queremos ter uma continuidade de disputar campeonatos importantes nos próximos anos, a elite do Estadual, voltarmos à Copa do Brasil, disputarmos o Brasileiro a partir do ano que vem e por aí vai. É a ideia do projeto".

"Nossa pretensão, nosso objetivo, se tudo der certo, é através do Maranhense nós obtermos essas duas vagas, três, no caso: Copa do Brasil, Brasileiro [Série D] e Copa do Nordeste. As três no ano que vem. Nossa pretensão é essa: ter o calendário cheio para o ano que vem, o objetivo principal é esse."

explicou o analista.

Questionado sobre o que poderia explicar o crescimento vertiginoso da equipe do interior do Maranhão, Alceu exaltou o projeto e o planejamento do Leão dos Cocais, que apostou em um time majoritariamente Sub-23 no início dos trabalhos, mas evidenciou o quanto toda essa situação é 'inexplicável'. “O fato de um time conseguir uma vaga para a Copa do Brasil com seis meses de existência é algo que beira o inexplicável”, avaliou.

O profissional também reforçou o quanto a preparação prévia da equipe, que seguiu uma programação da 2ª Divisão Estadual até a seletiva da Federação, fez a diferença. “Enquanto os outros times tinham que se preparar para a Copa FMF, para tentar uma vaga na Copa do Brasil ou no Brasileiro, nós já estávamos prontos. Ritmo de jogo, time montado, entrosado. Então o sucesso ao meu ver deve-se muito a isso: ao planejamento”.

Campeão da Copa FMF, o Tuntum escolheu disputar a Copa do Brasil ao Brasileirão. Conforme o analista, a escolheu se deu majoritariamente por dois motivos: pela questão financeira, lembrando que a copa garante uma premiação desde o início, e pela visibilidade, destacando que o Leão ganhou holofotes nacionais no torneio. “O jogo contra o Cruzeiro dá uma visibilidade gigantesca que o Brasileiro de Série D não proporcionaria”.

Tuntum EC Cruzeiro Copa Brasil Futebol
O Tuntum EC quer continuar fazendo história na Copa do Brasil. / Reprodução Tuntum EC

Já sobre o torneio mais democrático do país, Godinho lembrou da boa partida do Tuntum EC na primeira fase da Copa do Brasil e expôs o sentimento após o sorteio. “Dentro da realidade da gente, quando eu me deparei com o sorteio, quando eu vi o Volta Redonda, eu nos imaginei nas oitavas de final...”, disse, falando ainda sobre as dificuldades de jogar com o adversário tendo a vantagem do empate – como prevê o regulamento da etapa inicial do torneio.

“Nós passamos do Volta Redonda, que era uma dificuldade onde nós tínhamos que propor o jogo e nós conseguimos, tanto que fizemos quatro (gols) e poderíamos fazer mais..., mas em compensação, já na fase seguinte, nós pegamos o Cruzeiro”, completou o profissional, que não poupou elogios à Raposa. Alceu se mostrou impressionado com o trabalho do tradicional adversário de Minas Gerais neste início de temporada:

"Apesar de estar na Série B, engana-se quem pensa que é mais frágil que qualquer outro clube grande, que, por exemplo, alguns que foram eliminados ou passaram dificuldades nessas fases anteriores de Copa do Brasil, como Inter, Vasco e Santos. O Cruzeiro, hoje, ao meu entender, é um dos times que vem conseguindo implementar melhor sua ideia de jogo. Impressionado com o trabalho do [Paulo] Pezzolano, conseguir implementar logo de cara o time do Cruzeiro jogando ajustadinho. Seja time titular, seja time reserva, seja dentro ou fora de casa... Um time com bastante intensidade, ideias que tu já enxerga de maneira muito nítida. "

salientou o analista do Tuntum EC

Além da boa avaliação sobre o Cruzeiro, o analista de desempenho do Leão do Cocais também colocou o embate da segunda fase da Copa do Brasil como uma oportunidade para todos na equipe. “A expectativa desde o começo do sorteio era de felicidade”, comentou, revelando ainda que todos os envolvidos na rotina do Tuntum, seja jogador ou até habitante da cidade, sempre pensaram em enfrentar a Raposa nesta etapa.  

“Todo mundo queria pegar o Cruzeiro. Pela questão da visibilidade, da história, da atmosfera que envolve o jogo: é simplesmente o time mais novo na história a jogar a Copa do Brasil contra o maior campeão da competição. É uma história absurdamente linda, curiosa... e muita gente ainda não percebeu a magnitude desse evento. Para mim, é um dos jogos mais curiosos da história do futebol brasileiro, disse.

Alceu Godinho também pregou respeito ao Cruzeiro, mas deixou claro que o Tuntum EC não pretende facilitar para o rival. A expectativa da gente é passar. Nós estamos trabalhando, estamos treinando, estamos estudando para isso, para passar. Vamos jogar de acordo com o Cruzeiro. Vamos implementar adaptações específicas para eles e vamos dificultar o jogo máximo possível. Nossa expectativa é passar e, se Deus quiser, nós passaremos”.

Por fim, o profissional celebrou o apoio da população de Tuntum ao jovem clube e mandou uma mensagem aos fãs do esporte. “Abraçou muito bem e desde o começo a torcida se faz presente nos jogos. A torcida abraçou muito e principalmente nesses jogos da Copa do Brasil. A cidade gira em torno disso. Só se fala disso. Então a cidade abraçou muito bem, a população abraçou muito bem, se envolveu muito bem no projeto”, festejou, completando:

A gente quer que o Brasil veja que no interior do Maranhão, em uma cidade pequena, existe um time organizado taticamente, existe um time com ideias de jogo. A gente não está chegando aqui ao acaso, por sorte. Existe um modelo de jogo, existe um padrão, assim como vem crescendo no Brasil todo isso. Muitos times pequenos vêm se estruturando a partir da questão tática, da organização, dos modelos de jogo, e a gente quer mostrar isso”, finalizou.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.

facebooktwitterreddit