Premier League

O tempo urge! Chelsea ficará de fora da próxima edição da Premier League se não for vendido

Antonio Mota
Licença no caso Abramovich vence ao final da temporada
Licença no caso Abramovich vence ao final da temporada / Robbie Jay Barratt - AMA/GettyImages
facebooktwitterreddit

O Chelsea corre sérios riscos de não participar da próxima Premier League, na temporada 2022/23. Isto porque, o magnata russo Roman Abramovich, dono do clube punido pelo Governo do Reino Unido por ter envolvimento com o presidente da Rússia, Vladmir Putin, que está em guerra com a Ucrânia, voltou atrás, descumpriu promessa e pode atrapalhar a venda dos Blues.

Segundo informações do The Times, Abramovich, que não pode lucrar com a venda do clube, exige o reembolso de 1,6 bilhão de libras esterlinas (cerca de R$ 10 bilhões) por empréstimos que já fez ao Chelsea, e isso pode travar as negociações pela transferência do time para outro dono. O russo, cabe lembrar, alegou tempos atrás que não cobraria esses empréstimos.

Roman Abramovich Russia ucrania Premier League Chelsea Futebol
Roman Abramovich exige reembolse de empréstimos e ‘trava’ venda do Chelsea. / Anadolu Agency/GettyImages

Neste sentido, caso o imbróglio não seja resolvido, o Chelsea pode ser 'expulso' da Premier League. A licença que permite ao clube continuar jogando e treinando tem validade apenas até o término da temporada (isto é, até o final deste mês) e não será renovada. Assim, o time de Londres tem cerca de um mês para resolver todas as pendências e mudar de dono.

Caso não consiga finalizar a venda, o Chelsea não poderá entrar em campo na próxima edição do Campeonato Inglês. Atualmente, existem algumas propostas pela equipe, como a do norte-americano Todd Boehly e a do britânico Jim Ratcliffe, mas ainda não há uma definição sobre o futuro da equipe.  

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.

facebooktwitterreddit