Corinthians

O que mudou desde o último jogo que Fernando Lázaro comandou o Corinthians

Antonio Mota
Reforços de peso, saídas e mais: o Corinthians mudou muito nos últimos meses.
Reforços de peso, saídas e mais: o Corinthians mudou muito nos últimos meses. / Ricardo Moreira/GettyImages
facebooktwitterreddit

O Corinthians vai dar largada a “era pós-Sylvinho”, demitido no meio da semana passada, na noite deste domingo (6), às 18h30 (de Brasília), contra o Ituano, no Estádio Novelli Júnior, em Itu, em partida válida pela 4ª rodada do Campeonato Paulista. Sem o treinador, o Timão vai ser comandado por um velho conhecido da Fiel: Fernando Lázaro, ex-auxiliar-técnico de Sylvinho e membro da comissão técnica permanente do clube.  

Já conhecido na Neo Química Arena, Fernando Lázaro vai comandar o Corinthians pela terceira vez neste final de semana. Antes, o treinador dirigiu o clube em duas partidas, em 2021: contra Sport Huancayo, do Peru, e River Plate, do Paraguai, ambas pela Conmebol Sul-Americana, após a demissão de Vagner Mancini. O Timão goleou nas duas partidas e não sofreu gol, mas não avançou na competição.

Mas, no fim das contas, o que mudou desde o último jogo que Fernando Lázaro comandou o Corinthians? Confira:

Corinthians Fernando Lazaro River Plate Sul-AMericana
O Corinthians goleou no último jogo de Fernando Lázaro à frente do clube. / NELSON ALMEIDA/GettyImages

Fernando Lázaro assumiu o Corinthians interinamente pela primeira vez justamente no hiato entre a saída de Vagner Mancini e a chegada de Sylvinho, ainda no primeiro semestre do ano passado. Na ocasião, o interino esteve à beira do campo em duas partidas da equipe no final do mês de maio (dias 20 e 26) e conseguiu boas vitórias: 5 a 0 diante do Huancayo e 4 a 0 contra o River Plate, em jogos na Arena.  

De lá para cá, o Timão de Sylvinho disputou 43 partidas, com 16 vitórias, 13 derrotas e 14 empates – foram 42 gols marcados e 40 sofridos. Os resultados gerais não empolgaram a Fiel, mas foram suficientes para deixar o clube no G-5 do Campeonato Brasileiro de 2021 e, de quebra, conseguir uma vaga na Conmebol Libertadores de 2022.

Para além dos resultados, o Alvinegro também mudou muito em peças neste período. Em seu último jogo à frente do Timão, Fernando Lázaro escalou o seguinte time, contra o River-PAR: Cássio; Bruno Méndez, João Victor, Raul, Fábio Santos; Ramiro, Roni, Adson, Araos, Mateus Vital; Jô. Uma equipe bem diferente da que deve mandar a campo neste final de semana.

Provável Corinthians contra o Ituano: Cássio; Fagner, João Victor, Gil e Lucas Piton; Du Queiroz (Cantillo); Willian (Mosquito ou GP), Giuliano, Renato Augusto e Róger Guedes; Jô (Gustavo Mantuan). São várias mudanças. Inclusive, o “quarteto mágico” ainda nem estava na equipe – o primeiro dos quatro a chegar no clube foi Giuliano, anunciado em julho do ano passado.

Além das chegadas, também houveram saídas no Timão. Dos titulares utilizados por Lázaro contra o River Plate-PAR, quatro sequer estão no clube: Bruno Méndez atua por empréstimo no Internacional na atualidade, Ramiro foi cedido ao Al-Wasl, dos Emirados Árabes Unidos, e Mateus Vital ao Panathinaikos, da Grécia. E Ángelo Araos foi negociado com o Necaxa, do México.

É um novo Corinthians, com um velho/novo treinador.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.

facebooktwitterreddit