Brasileirao Série A

Nikão revela alívio com primeiro gol pelo São Paulo e rechaça problema físico em período sem ir às redes

Fabio Utz
Contratado em 2022, jogador vinha de jejum de 18 partidas
Contratado em 2022, jogador vinha de jejum de 18 partidas / Ricardo Moreira/GettyImages
facebooktwitterreddit

Se não fosse Nikão, talvez o São Paulo não tivesse vencido o Cuiabá, no domingo que passou, pelo Campeonato Brasileiro. Afinal, foi do ex-Athletico-PR o gol que definiu o placar em 2 a 1 - de virada - a favor do Tricolor. Depois de 18 partidas, o atleta balançou a rede pela primeira vez pelo clube do Morumbi. E, claro, não escondeu o alívio.

O jejum, segundo ele, já era uma dor de cabeça que o acompanhava a cada vez que ia a campo. "Incomoda, incomoda todo jogador que atua na minha posição. Ainda mais sendo contratado em um clube do tamanho do São Paulo, de ter uma expectativa muito grande. A gente nunca fica satisfeito", disse, para a Gazeta Esportiva.

Nikão São Paulo Gol Jejum Campeonato Brasileiro Brasileirão Atacante
Jogador foi fundamental em virada sobre o Cuiabá neste domingo / Ricardo Moreira/GettyImages

O jogador, no entanto, fez questão de rechaçar qualquer dificuldade física neste período. Segundo ele, eventuais dificuldades encontradas tem relação com o ambiente encontrado e com a necessidade de se adaptar depois de longo tempo dentro da Arena da Baixada. "Fisicamente, estou bem. As pessoas sempre associam o tempo de adaptação à parte física. Tem a ver com a filosofia do clube, com a forma que o Athletico trabalhava. Nunca tive fora de forma, mal fisicamente. Se você pegar com nutricionista e pessoas que trabalham no clube, vai ver que estou sempre entre os cinco do clube em termos físicos", completou.

O resultado frente ao Dourado deixou o São Paulo na terceira colocação do Brasileirão com 11 pontos, apenas dois atrás do líder Corinthians. Nikão deslanchou de vez?

Para mais notícias do São Paulo, clique aqui.

facebooktwitterreddit