Flamengo

Marcos Braz fala sobre encontro com Jorge Jesus e detalha procura do Flamengo por treinador

Antonio Mota
Segundo dirigente, clube está indo para a Europa com alvo e planejamento
Segundo dirigente, clube está indo para a Europa com alvo e planejamento / Felipe Duest/Photopress/Gazeta Press
facebooktwitterreddit

O Flamengo vai deixar o Brasil rumo à Europa nesta sexta-feira, 17, para intensificar a busca por um novo treinador. Conforme informações do “ge”, o Rubro-Negro vai iniciar sua jornada no Velho Continente em Portugal, onde Marcos Braz e Bruno Spindel vão se reunir com Jorge Jesus e outros profissionais. A ideia é encontrar um técnico “à altura do Fla” e que recoloque o clube no caminho dos títulos.

"Temos uma agenda pré-definida não em função de ser o plano A, B ou C, mas sim em função da logística. Se eu não voltar [antes do Natal], vou morrer em casa. Temos cinco ou seis dias para acertar [a contratação]. Não vamos ficar apenas em Lisboa, vamos andar por lá. Temos alvo e plano. Vamos fazer as coisas com cuidado, com calma, mesmo que isso nos obrigue a um esforço extra para fechar essa contratação”, iniciou o vice-presidente Marcos Braz, completando:

"Não tenham dúvida de que o Flamengo vai contratar um profissional à altura do Flamengo e à altura para ganhar os títulos que ganhámos nos últimos três anos."

Marcos Braz
Flamengo Jorge Jesus
O Flamengo vai conversar com Jorge Jesus e outros treinadores na Europa. / Carlos Rodrigues/GettyImages

Marcos Braz ainda falou sobre Jorge Jesus, ex-Flamengo e que hoje trabalha no Benfica, e garantiu que ficaria decepcionado se não o encontrasse em Portugal. "Temos uma relação construída com ele. O Jorge sabe muito bem como foram as nossas primeiras conversas. Sabe o que colocou em cima da mesa para ir para o Brasil. Conhecia o Flamengo, tínhamos conhecidos em comum. E sabe que tudo o que eu tratei com ele cumpri”, afirmou, salientando: Tenho esse crédito com ele. Ele tem uma situação contratual, mas sempre que eu vou a Portugal me encontro com ele. Para mim seria uma decepção ir a Portugal e ele não me pagar um café", completou.

Antes de encerrar, Braz ainda comentou sobre o antigo interesse do Flamengo no técnico Carlos Carvalhal, do Braga, e destacou que não se trata apenas de “querer”. "Temos análise e alvo, mas existem situações de treinadores com contrato. Existem situações de treinadores que têm de tomar uma decisão de vida, não só esportiva. Quando Jesus foi embora, nós tínhamos um alvo encaminhado, que era o Carlos Carvalhal. Ele, por problemas pessoais, não pôde vir...” .

“Não basta apenas o treinador querer treinar o Flamengo. É saber se pode trocar de vida. Ainda mais quando se tem filhos. Isso não é brincadeira. Não é um problema nosso, nós tratamos dos documentos, oferecemos uma estrutura, para que seja feita essa troca de vida. Mas o treinador tem que querer", finalizou.

O Flamengo e reforços na Europa

Em entrevista, Marcos Braz também foi questionado sobre a possibilidade de o Flamengo procurar reforços na Europa e afirmou que o foco é encontrar um treinador, mas não descartou conversar com algum jogador.

"Estamos partindo com o plano de contratar um treinador. Uma vez que estás lá (na Europa) e encontra uma oportunidade... Essa janela (de mercado) é um pouco ingrata na Europa, é uma janela de ajustes. É um jogador que teve problemas no clube, um jogador que teve um período de adaptação. São coisas externas que fazem o jogador mudar de clube nesta altura do ano na Europa. Se tiver a oportunidade, não é porque estou tratando de arrumar um treinador que não vou ouvir", encerrou.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.

facebooktwitterreddit