Santos FC

Lisca celebra oportunidade de ouro e exalta o Santos em apresentação: “Evolução enorme”

Antonio Mota
Lisca exalta o Santos e comenta sobre saída do Sport. Técnico afirmou que foi proibido de se despedir dos jogadores do Leão.
Lisca exalta o Santos e comenta sobre saída do Sport. Técnico afirmou que foi proibido de se despedir dos jogadores do Leão. / GUILHERME DIONIZIO/Gazeta Press
facebooktwitterreddit

O técnico Lisca concedeu a primeira entrevista como treinador do Santos nesta quinta-feira, 21, menos de 24 horas após ser anunciado oficialmente pela equipe. Em coletiva, o novo comandante do Peixe falou sobre a polêmica saída do Sport Recife e mostrou estar feliz com a oportunidade na Vila Belmiro. O treinador também comentou sobre o apelido de “Doido”.

“É uma evolução enorme, uma oportunidade de ouro, um clube que dispensa comentários, a dimensão que o Santos tem é regional, é nacional, é sul-americana e é mundial. O Santos se confunde com a história do futebol brasileiro. (...) É um orgulho enorme, um momento especial da minha carreira”, iniciou Lisca, antes de emendar:  

“A evolução é gritante. Hoje, o Santos está na Série A, é um time que projeta muitos profissionais. Tenho certeza de que (um dia) vou sair do Santos, não sei quando, então pretendo aproveitar ao máximo possível”, completou.

Lisca também comentou sobre a saída do Sport, onde trabalhou por apenas três semanas, e afirmou que foi proibido de se despedir dos jogadores. Vale lembrar que o treinador foi hostilizado pela torcida em sua última partida à frente do Leão, no empate contra o Vila Nova, na Ilha do Retiro, após o surgimento da notícia do seu acerto com o Santos.

“Queria aproveitar e mandar um abraço para todos os jogadores do Sport, porque fui proibido de ir lá me despedir. Saiu que eu faltei ao treino, mas não é verdade. Não pude ir me despedir. Todos me ligaram, praticamente. Foi muito legal o trabalho, e eles sabem”, salientou. Lisca também falou sobre a reação 'inesperada' dos torcedores do Leão:

“Durante o jogo [contra o Vila], surgiu a notícia de que eu já estava acertado com o Santos. E como a torcida do Sport gosta muito de mim, gosta muito do meu trabalho, e a gente estava fazendo um trabalho muito legal, ficou revoltada pela minha saída. E reagiu de uma forma que eu não esperava. Esperava que eles cantassem 'Fica, Lisca', e eles cantaram 'Vai, Lisca'. Me agrediram, me jogaram um monte de cosia, minha família estava, minhas filhas se assustaram”, finalizou.

O novo técnico do Peixe também foi questionado sobre o apelido de “Lisca Doido” e avisou. “Não rasgo dinheiro, não como grama e vocês não vão me ver nu na praia de Santos”, finalizou.

facebooktwitterreddit