Transferências

Vaiado, Lisca desconversa sobre permanência no Sport e nega acerto com Santos

Bia Palumbo
Lisca Doido é o favorito para assumir o cargo que era de Fabián Bustos
Lisca Doido é o favorito para assumir o cargo que era de Fabián Bustos / Alexandre Schneider/GettyImages
facebooktwitterreddit

O principal candidato para substituir Fabián Bustos no Santos é Lisca, técnico do Sport. Contratado no fim de junho, o gaúcho de 49 anos comandou o Leão da Ilha por quatro jogos, sendo uma vitória (2 a 0 sobre o Londrina) e três empates sem gols (Operário-PR, Vasco e Vila Nova).

Questionado desde o início da coletiva após o jogo em Recife nesta segunda-feira (18), ele desconversou, mas não garantiu que permanece no rubro-negro - o contrato dele vai até o fim da Série B.

"Eu sou treinador do Sport. Obviamente que não, não tenho nada acertado com o Santos. De uma hora para outra revirou e a torcida se revoltou contra mim. Parece que saiu uma notícia no meio do jogo, parece que criaram um clima aqui. Amor e ódio ficam muito próximos. Respeito essa manifestação, mas praticamente fui demitido do clube. Fui agredido, jogaram líquido e tocou algo nas minhas costas, um telefone ou algo assim. Fui muito bem recebido por diretores, respeito a torcida que veio, casa cheia. Melhor que ficou em cima de mim e não dos jogadores, que tiveram tranquilidade para trabalhar. O mercado do futebol funciona assim, saca? Tem treinadores recebem propostas e aceitam ou não e outros são demitidos, a nossa vida é assim. Sempre avalio propostas. Já recebi três desde que cheguei no Sport, nenhuma do Santos, e não saí. As outras não vou falar. Vou avaliar. Se tiver uma proposta quando eu chegar em casa, vou avaliar. Até agora não tive."

Lisca, técnico do Sport

Lisca foi vaiado e chamado de "mercenário" por alguns torcedores que foram à Ilha do Retiro naquela que pode ter sido a despedida do treinador. Caso vá para o Peixe, este será o quinto clube da Série A do Campeonato Brasileiro na carreira do técnico que já trabalhou no América-MG, Ceará, Internacional e Juventude.

Além disso, o treinador passou por Brasil de Pelotas, Porto Alegre, Luverdense, Caxias, Novo Hamburgo, Náutico, Sampaio Corrêa, Joinville, Paraná Clube, Guarani, Criciúma, Vasco e Sport.

Números de Lisca em clubes da Série A

América-MG (2020/21): 78 jogos - 37V, 26E, 25D
Ceará (2015/16): 82 jogos - 38V, 24E, 19D
Inter (2016): 3 jogos - 1V, 1E, 1D
Juventude (2012/13): 33 jogos - 14V, 9E, 8D

facebooktwitterreddit