Internacional

Inter contesta nova data do GreNal citando falta de isonomia e desequilíbrio técnico – veja nota

Fabio Utz
Pedrada em ônibus do Grêmio impediu clássico no último sábado
Pedrada em ônibus do Grêmio impediu clássico no último sábado / Silvio Avila/GettyImages
facebooktwitterreddit

O Internacional se posicionou contra a nova data do GreNal 435, adiado do último sábado por conta do atentado sofrido pela delegação do Grêmio na chegada ao Beira-Rio. A Federação Gaúcha de Futebol, ainda na noite de domingo, anunciou a remarcação do clássico para o dia 9 de março.

Segundo o Colorado, a definição "quebra a isonomia quanto ao período de descanso das equipes". Além disso, o clube argumenta que a alteração na ordem das partidas pode influenciar no cumprimento de eventuais suspensões e dificultar o acesso da torcida ao estádio - o duelo será em uma quarta-feira, a partir das 19h.

O Inter poupou jogadores na rodada anterior ao duelo contra o Grêmio para tê-los em condição de jogo no clássico. Agora, terá que enfrentar o Aimoré, no próximo domingo, novamente com sete atletas pendurados: Moisés, Bruno Méndez, D'Alessandro, Taison, Wesley Moraes, Liziero e Rodrigo Dourado.

No momento, o Colorado está fora da zona de classificação para a fase semifinal do Gauchão
. Com os resultados do final de semana, caiu para o quinto lugar da tabela com 12 pontos, ficando atrás do Caxias, último integrante do G-4, pelos critérios de desempate. O time de Alexander Medina ainda tem três partidas a disputar, sendo uma delas o Gre-Nal, para encaminhar seu futuro.

NOTA OFICIAL DO INTER

O Sport Club Internacional, à luz da decisão da Federação Gaúcha de Futebol, que remarcou o clássico Gre-Nal para as 19h do próximo dia 09 de março, tem a dizer o que segue:

Preliminarmente, recebe com alegria a pronta recuperação do atleta Villasanti e informa que segue colaborando com as autoridades para a rápida identificação dos responsáveis pelo ataque ocorrido no último sábado. Tão logo haja a identificação positiva pelas forças de segurança, o Clube atuará juridicamente para banir para sempre os responsáveis do Beira-Rio.

Quanto à remarcação, o Internacional registra sua inconformidade perante à Federação Gaúcha, sua torcida e comunidade esportiva em geral. Primeiramente, a nova data quebra a isonomia quanto ao período de descanso das equipes, uma vez que o adversário terá um dia adicional de descanso em relação ao Inter.

Adicionalmente, a inversão de rodadas causa alteração na ordem de cumprimento de eventuais suspensões, fruto de cartões. Por fim, o dia e horário da partida remarcada desconsidera a principal razão de ser do futebol: a torcida. Da forma posta, diversos serão os colorados e torcedores visitantes que não poderão comparecer ao estádio por dificuldades diversas, sendo o deslocamento o principal.

Finalizando, o Sport Club internacional seguirá na defesa dos interesses da instituição, da justiça e do equilíbrio dentro das quatro linhas e reitera sua luta intransigente contra toda e qualquer violência no futebol.

Para mais notícias do Internacional, clique aqui.

facebooktwitterreddit