Brasileirao Série A

Herói da virada alvinegra, Nacho elogia maturidade do Galo: 'Não perdemos a paciência'

Nathália Almeida
Nacho veio do banco de reservas e decidiu a vitória do Galo sobre o Santos
Nacho veio do banco de reservas e decidiu a vitória do Galo sobre o Santos / Fernando Moreno/ Agif/Gazeta Press
facebooktwitterreddit

Depois de um primeiro tempo tenso e marcado por muitas reclamações pelo lado do Atlético-MG - duas supostas penalidades não-assinaladas enfureceram jogadores e comissão técnica alvinegros -, o Galo conseguiu sair do Mineirão com mais três pontos valiosos em sua corrida pelo tão sonhado bicampeonato brasileiro: vitória por 3 a 1 contra o Santos, resultado construído a partir da grande atuação de Nacho Fernández na etapa final.

Promovido a campo no intervalo na vaga de Dylan Borrero -, o meia argentino mudou a cara do jogo para o Atlético-MG, participando diretamente dos três tentos de sua equipe (dois gols e uma assistência) e conduzindo o Alvinegro ao importante triunfo de virada, após Raniel abrir o placar para o Peixe logo nos minutos iniciais do segundo tempo.

Em entrevista concedida após o encerramento do duelo, Nacho elogiou a maturidade da equipe atleticana, que não se afobou e não perdeu o foco mesmo com o placar adverso.

"Uma partida difícil, especial. Fui colocado no banco, mas por sorte no segundo tempo pude entrar. O mais importante é que ganhamos. Mérito da equipe, que não perdeu a paciência quando estava atrás do placar, e pudemos dar a volta por cima"

Nacho Fernández, em entrevista pós-jogo

Fazendo uma campanha memorável, o Atlético-MG chegou à sua 17ª vitória no Brasileirão. Com 56 pontos, a equipe mineira segue na liderança isolada, com onze pontos de vantagem em relação ao vice-líder Flamengo.

facebooktwitterreddit