Brasileiro Série B

Grêmio deve apresentar recurso ao STJD para suspender punição de mandos de campo na Série B

Matheus Nunes
Caso o recurso seja negado, o Imortal não jogará mais em casa na competição
Caso o recurso seja negado, o Imortal não jogará mais em casa na competição / Silvio Avila/GettyImages
facebooktwitterreddit

O Grêmio sofreu uma punição de três mandos de campo na Série B após atos de violência nas arquibancadas durante o confronto contra o Cruzeiro, em 21 de agosto. Porém, buscando evitar isso, o presidente do clube, Romildo Bolzan Júnior, informou nesta terça-feira (20) que a direção deverá apresentar um recurso ao STJD para reverter a situação.

"O Grêmio fez 19 identificações. Vamos fazer o recurso. Recebi resumidamente a decisão. Vamos buscar o efeito suspensivo. Tem situações anteriores de brigas em estádio ao fato do dia 21 de agosto. Têm muitos interesses em jogo e precisamos atuar com cautela, entender as circunstâncias, organizar um recurso e uma pauta de conversas junto ao STJD de modo a preservar os interesses do Grêmio e o equilíbrio da competição."

Romildo Bolzan, presidente do Grêmio

Caso o recurso seja negado, o Imortal não fará mais jogos nesta temporada em seu estádio, já que a competição que disputa está na reta final e os gaúchos só têm mais três duelos em casa. As partidas diante do CSA, Bahia e Brusque teriam que acontecer em outro local a 100 km de distância de Porto Alegre.

Ainda de acordo com Bolzan, o Grêmio aguarda um efeito suspensivo até o julgamento dos recursos junto ao STJD. Desta maneira, a equipe poderia realizar os jogos em seu estádio. "Esperamos que haja uma sensibilidade do tribunal de entender que poderia ter o efeito suspensivo até o julgamento da revisão deste recurso", concluiu.

O Grêmio ocupa a vice-liderança da Série B, com 53 pontos, e se aproximou ainda mais do acesso à elite do Campeonato Brasileiro, ao derrotar o Sport nesta terça-feira (20) por 3 a 0.

facebooktwitterreddit