Futebol Internacional

FIFA permite suspensão de contratos de jogadores estrangeiros na Rússia e Ucrânia

Daniel Farias
Ex-Internacional, Yuri Alberto se transferiu no início do ano para o Zenit, da Rússia
Ex-Internacional, Yuri Alberto se transferiu no início do ano para o Zenit, da Rússia / MB Media/GettyImages
facebooktwitterreddit

A tensão global envolvendo as invasões à Ucrânia por parte da Rússia tem tido consequências nas mais diversas esferas da sociedade. O futebol nos dois países foi tremendamente afetado, mas a influência da guerra no futebol não está restrita àquele contexto. Muitos jogadores estrangeiros que atuam nestes países do leste europeu estão buscando um novo local para jogar, pelo menos enquanto os confrontos armados permanecem acontecendo.

Tendo em vista essa realidade, a FIFA, entidade máxima do futebol, decidiu tomar medidas relacionadas a esses jogadores, permitindo que estrangeiros que atuam na Ucrânia ou na Rússia suspendam os contratos com suas atuais equipes e vistam a camisa de outros clubes até junho deste ano. Vale destacar que não será permitido encerrar o contrato, apenas suspendê-lo.

Sendo assim, clubes de todo o mundo permanecem atentos à possibilidade de conseguir novos jogadores que atuam na Rússia e na Ucrânia. O movimento funcionaria como uma espécie de empréstimo do jogador, que seria válido até junho de 2022.

De acordo com informações publicadas pelo ge, 29 jogadores estrangeiros atuam no Campeonato Russo e 95 no Campeonato Ucraniano, dentre eles os 13 brasileiros do Shakhtar Donetsk, por exemplo, que são Dodô, Vitão, Marlon, Vinícius Tobias, Ismaily, Marcos Antonio, Maycon, David Neres, Tetê, Alan Patrick, Pedrinho, Fernandinho e Junior Moraes.

Além deles no futebol ucraniano estão Vitinho (Dínamo Kiev), Paulinho, David e Matheus Peixoto (Metalist Kharkiv), Lucas Rangel (Vorksla Poltava), Willian (Ingulets Petrov), Diego Carioca e Renan Oliveira (Kolos Kovalivka), Busanello, Felipe Pires e Bill (SK Dnipro), Juninho, Guilherme Smith e Cristian (Zorya Lugansk), Wanderson (Chornomorets Odesa), Edson e Talles (FC Rukh Vynnyki).

Já na Rússia temos Douglas Santos, Wendel, Claudinho e Malcom (Zenit), Ayrton Lucas (Spartak Moscou) e Pablo (Lokomotiv Moscou).

facebooktwitterreddit