Internacional

Edenilson desabafa e revela ofensas após acusação de injúria racial: 'Chamado de mentiroso, surdo'

Lucas Humberto
Suposta injúria racial envolvendo Edenilson e Rafael Ramos está sob investigação
Suposta injúria racial envolvendo Edenilson e Rafael Ramos está sob investigação / Silvio Avila/GettyImages
facebooktwitterreddit

Autor dos dois gols da vitória do Internacional sobre o Independiente Medellín, pela Copa Sul-Americana, o meio-campista Edenilson voltou a falar sobre a suposta injúria racial sofrida na última rodada do Brasileirão, em empate entre Colorado e Corinthians. O jogador acusa o lateral-direito Rafael Ramos de tê-lo chamado de "macaco".

Em coletiva após o triunfo na noite desta terça-feira (17), o jogador reafirmou ter ouvido o atleta corintiano cometer injúria. Ele também reforçou que não irá mudar sua postura. "Fui bastante julgado, chamado de mentiroso, surdo. Bem complicado os fatos serem distorcidos. As imagens estão ali para ser analisadas", destacou.

Edenilson Internacional Corinthians Rafael Ramos
Edenilson atua no Inter desde 2017 / Silvio Avila/GettyImages

"Confesso que foram dias difíceis, estranhos, e fui julgado. A única coisa que espero é que não me julguem, não quis dar entrevista para respeitar a carreira do rapaz, assim como não entendi o porquê do xingamento", completou. Edenilson também reforçou que está aguardando os órgãos responsáveis tomarem as devidas providências, "Apenas quero que a verdade venha. Foi o que aconteceu foi o que eu ouvi. Quero que as autoridades resolvam".

Edenilson Internacional Sul-Americana Corinthians Rafael Ramos
Edenilson celebrou seu primeiro gol com um gesto antirracista / SILVIO AVILA/GettyImages

"Não quero fazer um vitimismo, só quero que a verdade venha, se ela realmente vier. Tenho certeza do que ouvi, isso não muda, não volta atrás. A única coisa que eu quero é que não me julguem", assegurou o meia. Por fim, ele garantiu que será mais ativo na luta antirracista: "Depois de sentir na pele como foi, tenho certeza que vou me interessar mais, me expressar mais para defender a minha cor".

"Queria ouvir um pedido de desculpas, que (Rafael Ramos) assumisse o erro, e a gente fosse no delegado, se teria uma pena menor caso assumisse a culpa, mas estou aqui no Inter há cinco anos. Eles me deram força, me ajudaram a focar no jogo, esquecer, me divertir."

Edenilson em coletiva

Segundo informações da Polícia Civil, o caso passará por uma perícia de leitura labial para dar prosseguimento nas investigação. No âmbito esportivo, a Procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) solicitou inquérito para apurar a denúncia feita pelo volante do Inter. Novidades devem surgir nas próximas semanas.

facebooktwitterreddit