Futebol Feminino

Copa América Feminina 2022: datas, formato, seleções e tudo o que você precisa saber sobre o torneio

Maria Victoria Poli
TOPSHOT-FBL-WOMEN-AMERICA CUP-COL-BRA
TOPSHOT-FBL-WOMEN-AMERICA CUP-COL-BRA / CLAUDIO REYES/GettyImages
facebooktwitterreddit

Falta apenas um mês para a bola rolar na maior festa do futebol feminino sul-americano, na Colômbia. A nona edição da Copa América feminina começa em julho, com 10 seleções disputando o troféu. A seguir, o 90min te conta todos os detalhes do torneio, que tem a seleção brasileira como atual - e maior - campeã.

Quando acontece a Copa América feminina?

O torneio tem início no dia 8 de julho, e a grande final acontece no dia 30 de julho, um sábado.

Leia mais:

Quais seleções participam e como ficaram os grupos?

As 10 seleções participantes estão divididas em dois grupos, com cinco equipes em cada um deles.

Grupo A: Colômbia, Chile, Equador, Paraguai e Bolívia

Grupo B: Brasil, Peru, Venezuela, Argentina e Uruguai

Como é o formato?

A Copa América feminina é disputada num sistema de todas contra todas, onde cada seleção irá jogar uma vez contra cada um de seus adversários do grupo, tendo, assim, quatro partidas no mínimo na competição. As equipes serão elencadas na tabela de classificação de acordo com sua pontuação em cada jogo e se classificam às fases finais os times que ocuparem as primeira, segunda e terceira colocações.

Nas fases finais, os times classificados em terceiro lugar de cada grupo se enfrentam para definir o quinto colocado, enquanto o primeiro classificado de cada grupo enfrenta o segundo colocado do outro grupo nas semifinais. Os derrotados disputam entre si, valendo o terceiro lugar, e os vencedores fazem a grande final, que decide o campeão e o vice.

Em caso de empate em qualquer um dos jogos da fase final, o vencedor será definido nos pênaltis. Na final, no entanto, em caso de empate no tempo normal haverá prorrogação de dois tempos de 15 minutos.

Quais vagas a Copa América garante?

Christiane Endler, goleira da seleção do Chile, nas Olimpíadas
A goleira do Chile, Christiane Endler, é uma das melhores do mundo na posição. / Koki Nagahama/GettyImages

O campeonato garante três vagas diretas e duas repescagens para a Copa do Mundo de 2023, na Austrália e Nova Zelândia. O campeão, o vice-campeão e o terceiro colocado se classificam automaticamente, enquanto o quarto e o quinto colocado jogam a repescagem.

A Copa América também entrega uma vaga direta e uma vaga na repescagem para os Jogos Olímpicos de Paris 2024: o campeão está classificado, e o vice disputa a repescagem olímpica contra uma seleção de outra confederação (a ser determinada).

Além disso, ainda garante três vagas nos Jogos Pan-Americanos de Santiago 2023.

Quem defende o título?

O Brasil é o atual campeão, com sete títulos da Copa América feminina. A seleção brasileira não foi vencedora em apenas uma edição: em 2006, quando a Argentina ficou com o troféu.

Quando é a estreia?

Não será a seleção anfitriã a dar início à Copa América. A partida inaugural será disputada entre Bolívia e Equador, no dia 8 de julho, às 16h (de Brasília).

Quais são as sedes?

A fase de grupos será disputada no estádio Pascual Guerrero de Cali e no estádio Centenario da cidade de Armênia. A fase final será disputada em Armênia e também no estádio Alfonso López, de Bucaramanga. 

Quais os principais jogos da fase de grupos?

Brasil e Argentina disputam partida da Copa América feminina, em 2018
Brasil e Argentina são as únicas seleções que já venceram a Copa América feminina / CLAUDIO REYES/GettyImages
  • 8 de julho: Colômbia x Paraguai 
  • 9 de julho: Brasil x Argentina
  • 12 de julho: Uruguai x Brasil
  • 20 de julho: Colômbia x Chile

Qual é a premiação da Copa América feminina?

A seleção campeã da Conmebol Copa América feminina receberá 1 milhão e meio de dólares, e a seleção vice-campeã receberá premiação no valor de 500 mil dólares.

facebooktwitterreddit