LaLiga

Com 'baile' brasileiro, Real Madrid cala Wanda Metropolitano e vence rival Atlético de Madrid

Nathália Almeida
Rodrygo e Vinícius Júnior infernizaram a defesa colchonera no Wanda Metropolitano
Rodrygo e Vinícius Júnior infernizaram a defesa colchonera no Wanda Metropolitano / Denis Doyle/GettyImages
facebooktwitterreddit

Deu baile, deu samba, deu a lógica.

Amplamente dominante nas últimas edições do Dérbi Madrileño, o Real Madrid mais uma vez saiu vitorioso de um clássico da capital, superando o arquirrival Atlético de Madrid por 2 a 1, em pleno Wanda Metropolitano.

Manchado antes mesmo da bola rolar em virtude de cânticos racistas de torcedores colchoneros direcionados à Vinícius Júnior, o duelo válido pela sexta rodada de LaLiga começou com um tom bem acima da média nas disputas e divididas. O árbitro José Luis Munuera Montero precisou intervir em diversas ocasiões para apartar princípios de confusão dentro das quatro linhas, evidência de como os ânimos estavam exaltados para o confronto.

José Luis Munuera Montero
José Luis Munuera Montero teve trabalho para conduzir o duelo no Wanda Metropolitano / Eurasia Sport Images/GettyImages

Quando decidiram jogar bola, Atlético e Real fizeram um grande duelo, cada um com sua proposta bem definida: os donos da casa controlavam a posse e apostavam em tramas bem trabalhadas, ora com Carrasco, ora com Griezmann. Os visitantes, por sua vez, optavam por explorar os contra-ataques e transições em velocidade, construíndo assim seu primeiro tento: lançamento perfeito de Tchouámeni para Rodrygo, que finalizou com precisão, sem chance para Oblak.

Na comemoração do gol, o camisa 21 extravasou e 'bailou' com Vini Júnior, mostrando solidariedade ao companheiro de time, alvo de ataques racistas ao longo da semana em virtude de suas comemorações extrovertidas marcadas por danças e festejos.

Rodrygo Silva De Goes
Rodrygo marcou um belo gol no Wanda Metropolitano / Soccrates Images/GettyImages

Vini Júnior, por sinal, seria decisivo na construção do segundo gol merengue na casa adversária: deixou marcadores para trás com bela arrancada e finalizou bem, mas parou em defesa parcial de Oblak e em seguida na trave. Na sobra, Valverde completou para o fundo das redes, ampliando a vitória do atual campeão espanhol.

Na segunda etapa, o Atlético dominou as ações, mas só conseguiu furar o sólido sistema defensivo merengue nos minutos finais: bola aérea, falha de Courtois e gol de Mario Hermoso, meio que sem querer, de costas para a bola. Mas não havia tempo para reação: samba madridista em pleno Wanda Metropolitano, com os Blancos reassumindo a ponta de LaLiga: 18 pontos, seis vitórias em seis jogos.

facebooktwitterreddit