Com agentes em discordância, Fluminense vê Dodi em fim de contrato e longe de renovação

Oct 21, 2020, 1:24 PM GMT-3
Flamengo v Fluminense - Carioca State Championship Final
Flamengo v Fluminense - Carioca State Championship Final | Andre Coelho/Getty Images
facebooktwitterreddit

Único titular sem contrato até o final da temporada – fevereiro de 2021 –, Dodi segue sem acordo com o Fluminense e projeções para acerto não são das melhores. Aos 24 anos, o volante tem vínculo apenas até dezembro com o Tricolor e a situação tem causado conflito entre os envolvidos, inclusive, entre os representantes e o próprio atleta, que já queria ter resolvido tudo.

De acordo com informações do UOL Esporte, o imbróglio nas negociações pela renovação contratual do camisa 22 começou logo no início da tratativa, quando os agentes do meia – Carlos Escuro, Márcio Bittencourt e Tadeu Cruz – acharam a primeira oferta baixa e disseram ‘não’ ao Flu. Os empresários queriam uma maior valorização para seu representado.

Fluminense quer renovar com Dodi, um dos destaques do time na temporada.
Fluminense quer renovar com Dodi, um dos destaques do time na temporada. | Leonardo Brasil/Am Press & Images/Gazeta Press

A partir daí, Escuro, que é o principal agente de Dodi e quem ‘bate o martelo’, começou a “forçar” uma maior condecoração para o seu ativo, tendo prolongado ao máximo as negociações, demorando para responder as ofertas apresentadas e adiando reuniões com o clube. Esta postura, inclusive, não agrada os outros dois representantes do atleta, Bittencourt e Cruz, que gostam da ideia de o volante continuar no Flu.

Há pouco tempo, após testar positivo para a Covid-19 e de viagem para a Europa – fatores que atrasaram ainda mais as negociações –, Escuro afirmou que não conversou com nenhum outro clube e que também não recebeu nenhuma sondagem do mundo árabe. Desde então, o agente já adiou duas reuniões com o Flu – uma no dia 13 e outra no dia 17.

Dodi
Dodi tem futuro incerto no Flu. | Buda Mendes/Getty Images

Enquanto isso, o Fluminense e os outros dois empresários se mostram insuspeitos com a conduta de Escuro. Dodi, por sua vez, também já externou o interesse em continuar nas Laranjeiras – cabe notar que ele já foi oferecido ao menos para três clubes brasileiros, mas que as situações não caminharam por conta dos valores pedidos.

Diante deste cenário, o Tricolor abandonou o otimismo inicial e abraçou a cautela. Antes, o clube esperava resolver todas as suas renovações até o mês passado (setembro) – o que conseguiu, com exceção de Dodi – e caminhava sem grandes dores de cabeça. Agora, porém, o panorama é outro e o time não vê o caminho facilitado para continuar com seu volante. A tendência, inclusive, é que passe mais uma semana sem nada acertado.

Sem acordo, o Tricolor também viu a boa relação que tinha com Escuro acabar. E, hoje, não há previsão para quando e se o volante vai ampliar o seu contrato: o empresário segue querendo uma maior valorização imediata e outra no ano que vem, enquanto o Flu quer um contrato de três anos e valorizações menos volumosas.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.

facebooktwitterreddit