Futebol brasileiro

Botafogo se pronuncia após invasão em CT e clima de tensão entre torcida, jogadores e Luís Castro

Matheus Nunes
Derrota para o Avaí no Engenhão lotado nesta semana foi o estopim para os protestos
Derrota para o Avaí no Engenhão lotado nesta semana foi o estopim para os protestos / MB Media/GettyImages
facebooktwitterreddit

Após integrantes da Torcida Fúria Jovem irem ao CT do Botafogo, na zona oestes do Rio de Janeiro, cobrar jogadores e comissão técnica na manhã desta quarta-feira (15), o clube emitiu uma nota de repúdio.

"O Botafogo vem a público se manifestar sobre a invasão de torcedores organizados na manhã desta quarta-feira (15) ao local de treinamentos da equipe profissional. O Clube repudia veementemente a forma como funcionários e atletas foram ameaçados, intimidados e hostilizados dentro de um ambiente privado, de trabalho, e no exercício de suas funções. É inadmissível e o Botafogo não vai aceitar este tipo de ocorrência. Assim como sabe que os envolvidos não representam a torcida alvinegra", diz trecho do texto publicado no site oficial do Alvinegro de General Severiano.

Um grupo de botafoguenses intimidou atletas em tom de ameaça, batendo nas portas do local, gritando e entrando em espaços onde alguns atletas estavam. Eles chegaram durante a manhã e ficaram até a tarde, inclusive posaram para foto em um dos campos do CT e publicaram nas redes sociais. Segundo a página oficial da torcida, "a entrada nas dependências do clube foi autorizada por funcionários". O clube, porém, usou o termo "invasão", como está na nota oficial.

Um dos abordados foi o atacante Victor Sá. Segundo o jornalista Venê Casagrande, o reforço contratado nesta temporada teria pensado em deixar o clube.

Horas depois, o jogador usou as redes sociais para dizer que não teve medo nem cogitou sair, porém a família ficou preocupada.

"Venho agora com as minhas palavras reforçar que não estou com medo da situação, porém minha família, irmão, minha mãe e principalmente minha esposa se assustaram com os vídeos no momento que receberam e não tiveram o contato comigo. Entretanto desde o dia que aceitei o desafio sabia que em um time da grandeza do Botafogo haveriam cobranças. Já expliquei toda situação a eles e meu foco total agora é em apenas estar bem, feliz e pronto para lutar a cada dia por essa grande instituição que é o Botafogo, como foi desde o primeiro dia que tomei essa decisão na minha vida. Agradeço todas as mensagens dos torcedores. Muito obrigado e vamos junto Botafogo!", publicou o camisa 29 no Instagram.

Victor Sá é titular na equipe de Luís Castro, e tem um gol e uma assistência em 12 jogos nesta temporada. Ele e seus companheiros terão mais uma missão no Brasileirão na quinta-feira (16): vencer o São Paulo em casa e tirar o Glorioso da zona de rebaixamento - atualmente o Alvinegro de General Severiano ocupa a 17ª colocação, com 12 pontos.

facebooktwitterreddit