Barcelona e Real Madrid brigarão por contratação de Bruno Fernandes, do Manchester United

Bruno Fernandes, Aaron Wan-Bissaka
Newcastle United v Manchester United - Premier League | Pool/Getty Images

Contratação que gerou impacto esportivo imediato em favor do Manchester United, Bruno Fernandes parece que foi feito 'sob medida' para o clube e para a Premier League. Anunciado em janeiro de 2020, o armador tem sido nada menos do que espetacular para a equipe vermelha, empilhando gols, assistências e grandes atuações como maestro do time.

Com 14 gols e dez assistências em 26 partidas oficiais disputadas pelo gigante inglês, o meia luso, inevitavelmente, já atrai holofotes e atenções de outras potências do Velho Continente. Ao menos é o que garante o jornal 'The Sun', que crava Real Madrid e Barcelona como grandes interessados na contratação de Bruno Fernandes para o próximo verão.

Bruno Fernandes
Newcastle United v Manchester United - Premier League | Alex Pantling/Getty Images

Múltiplas fontes locais reportam a existência de um suposto atrito entre Bruno Fernandes e o técnico Ole Gunnar Solskjaer, por conta de sua substituição ainda no intervalo da partida contra o Tottenham, em que o United foi massacrado e já perdia por 4 a 1 após 45 minutos. O armador, no entanto, fez questão de rechaçar a existência de qualquer tipo de problema nos vestiários: "Fui substituído ao intervalo, é verdade, mas por razões táticas. O treinador disse-me que o jogo estava quase acabado e que teríamos muitos jogos pela frente de nós. Entendi. Não fiquei satisfeito, mas não disse nada que pudesse prejudicar o grupo", afirmou.

Bruno Fernandes, Ole Gunnar Solskjaer
Manchester United v AFC Bournemouth - Premier League | Pool/Getty Images

Com problema de bastidores ou não, o que se sabe é que o Manchester United trata Bruno Fernandes como um dos pilares de seu elenco e não está disposto a perdê-lo tão cedo. Com contrato válido até meados de 2025, o armador ex-Sporting é avaliado em 80 milhões de euros, de acordo com o site Transfermarkt. Se Real Madrid ou Barça quiserem avançar para ter o camisa 18 em 2021, definitivamente precisarão abrir os cofres.