Copa do Mundo 2022

Atuação de Vini Junior dá respaldo para escolha de Tite por um Brasil mais leve: 'Vencemos a primeira final'

Fabio Utz
Atacante participou dos lances de gol da seleção
Atacante participou dos lances de gol da seleção / Laurence Griffiths/GettyImages
facebooktwitterreddit

Um Brasil mais leve ou um Brasil mais pesado? Essa dúvida rondou os bastidores da seleção brasileira antes da estreia na Copa do Mundo. Muito embora, há alguns dias, se soubesse a escalação que o técnico Tite mandaria a campo, sempre existia a possibilidade de uma troca de última hora.

Adenor Leonardo Bacchi Tite Técnico Brasil Seleção Brasileira Estreia Copa do Mundo Sérvia
Tite escalou seleção de forma ofensiva e se deu bem / Justin Setterfield/GettyImages

Prevaleceu o Brasil leve, com Vinicius Junior à frente juntamente com Neymar, Raphinha e Richarlison. No meio-campo, Lucas Paquetá fez dupla com Casemiro. Depois de um primeiro tempo nervoso e sem grandes oportunidades, na segunda etapa a equipe sobrou. Soberba, sem dar chances ao adversário, dominou o setor central e deu show na frente.

Nikola Milenkovic, Vinicius Junior Brasil Seleção Brasileira Estreia Copa do Mundo Sérvia
Vini Junior jogou muito bem na estreia do Brasil na Copa / Soccrates Images/GettyImages

Como resultado, a seleção ganhou da Sérvia por 2 a 0, e Vini Junior, que era o nome a sair caso Tite optasse pelo Brasil mais pesado (Fred entraria), foi muito bem, participando dos dois gols. "Esperei 22 anos para chegar aqui. Foi tudo com muito suor, muito trabalho, e fico feliz de no primeiro jogo poder ajudar a equipe. A caminhada é longa, mas vencemos a primeira de sete finais", resumiu o atacante. Enfim, está claro que a escolha pelo talento foi totalmente acertada. Que venha a Suíça, não?

facebooktwitterreddit