Brasileirao Série A

Atlético-MG pede reunião com a CBF para discutir o uso do VAR e reconhecimento do Brasileiro de 1937

Matheus Nunes
A arbitragem de Anderson Daronco foi bastante criticada pelo clube mineiro
A arbitragem de Anderson Daronco foi bastante criticada pelo clube mineiro / Pedro Vilela/GettyImages
facebooktwitterreddit

A diretoria do Atlético-MG deve se reunir nos próximos dias com membros da CBF para discutir questões como o uso do VAR em seus jogos, segundo informou o portal Goal. O pedido acontece após o empate sem gols diante do São Paulo no domingo (10), onde o clube se irritou com a atuação da arbitragem. Os atleticanos reclamaram de pelo menos dois pênaltis não marcados.

Após o duelo, o atacante Hulk criticou o trio comandado por Anderson Daronco, afirmando que dois pênaltis deixaram de ser marcados em favor do time mineiro. "Sentimento de impotência, de não ter conseguido o resultado positivo que era o nosso objetivo. Lutamos até o final (...) Eu não vi as imagens ainda, mas pelo menos no lance com o Miranda foi 100% pênalti", disse o camisa 7.

A ideia da diretoria alvinegra é que Daronco não apite mais os jogos do time, principalmente por conta do episódio envolvendo Hulk. Até o momento o gaúcho apitou três partidas do Galo em 2022 (em fevereiro, o empate em 2 a 2 diante do Flamengo na Supercopa que deu título ao time mineiro e vitória por 2 a 0 sobre o Atlético-GO em maio). Os mandatários do clube acreditam que a qualidade da arbitragem caiu após troca na comissão.

Em abril a CBF demitiu dez pessoas da Comissão de Arbitragem, que atualmente reúne ex-árbitros como Ricardo Marques Ribeiro, Alicio Pena Júnior, Giuliano Bozzano e Péricles Bassols, além do presidente Wilson Luiz Seneme, que antes era da Conmebol, e a nova equipe assumiu em junho.

Além disso, outra pauta do encontro é a reinvindicação da Copa dos Campeões de 1937 como título do Campeonato Brasileiro, tendo em vista a unificação em 2010 que reconheceu os extintos Taça Brasil e o Torneio Roberto Gomes Pedrosa como títulos do Campeonato Brasileiro. O presidente Sérgio Coelho levou uma documentação à CBF em dezembro e voltou a tocar no assunto no início deste ano, mas não obteve resposta.

Caso isso aconteça o Galo teria no currículo três taças do Campeonato Brasileiro, somando os já conquistados em 1971 e 2021. Esse campeonato em 1937 reuniu seis equipes - também participaram Fluminense e Aliança (RJ), Portuguesa (SP), Rio Branco (ES) e Liga de Sports da Marinha (DF).

facebooktwitterreddit