Seleção Brasileira

Anvisa, CBF, AFA e Conmebol: entenda a posição de cada uma sobre suspensão de Brasil x Argentina

Nathália Almeida
Jogo entre Brasil e Argentina foi suspenso
Jogo entre Brasil e Argentina foi suspenso / Alexandre Schneider/Getty Images
facebooktwitterreddit

Na tarde deste domingo (5), um lamentável e surreal episódio marcou (e impediu!) o tão aguardado duelo entre Brasil e Argentina, válido pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2022. Programado para acontecer na Neo Química Arena, o clássico teve apenas 5 minutos de duração, sendo interrompido por funcionários da Anvisa e posteriormente suspenso em virtude de um grande imbróglio de ordem jurídica e sanitária envolvendo quatro jogadores argentinos - Giovanni Lo Celso, Emiliano Buendía, Emiliano Martínez e Christian Romero -, que por terem mentido em documento apresentado ao adentrar o país, não poderiam estar em campo de acordo com as leis brasileiras.

Brazil v Argentina - FIFA World Cup 2022 Qatar Qualifier
Brasil e Argentina acabou não acontecendo / MB Media/Getty Images

Posição oficial de cada entidade

Anvisa

"Desde a tarde deste sábado (4/9), a Anvisa, em reunião ocorrida com a participação de representantes da CONMEBOL, CBF e da delegação argentina recomendou a quarentena dos quatro jogadores argentinos, ante a confirmação de que os jogadores prestaram informações falsas e descumpriram, inequivocamente, a Portaria Interministerial nº 655, de 2021, a qual estabelece que viajantes estrangeiros que tenham passagem, nos últimos 14 dias, pelo Reino Unido, África do Sul, Irlanda do Norte e Índia, estão impedidos de ingressar no Brasil.

(...)

Na manhã deste domingo, a Anvisa notificou a Polícia Federal, e até a hora do início do jogo envidou esforços, com apoio policial, para fazer cumprir a medida de quarentena imposta aos jogadores, sua segregação imediata e condução ao recinto aeroportuário. As tentativas foram frustradas, desde a saída da delegação do hotel, e mesmo em tempo considerável antes do início do jogo, quando a Anvisa teve sua atuação protelada já nas instalações da arena de Itaquera",
publicou a Anvisa.

Brazil v Argentina - FIFA World Cup 2022 Qatar Qualifier
Ainda não se sabe o que acontecerá da partida / Alexandre Schneider/Getty Images

CBF

"A CBF defende a implementação dos mais rigorosos protocolos sanitários e os cumpre na sua integralidade. Porém ressalta que ficou absolutamente surpresa com o momento em que a ação da Agência Nacional da Vigilância Sanitária ocorreu, com a partida já tendo sido iniciada, visto que a Anvisa poderia ter exercido sua atividade de forma muito mais adequada nos vários momentos e dias anteriores ao jogo.

A CBF destaca ainda que em nenhum momento, por meio do Presidente interino, Ednaldo Rodrigues, ou de seus dirigentes, interferiu em qualquer ponto relativo ao protocolo sanitário estabelecido pelas autoridades brasileiras para a entrada de pessoas no país. O papel da CBF foi sempre na tentativa de promover o entendimento entre as entidades envolvidas para que os protocolos sanitários pudessem ser cumpridos a contento e o jogo fosse realizado.

A CBF reitera sua decepção com os acontecimentos e aguarda a decisão da CONMEBOL e da FIFA em relação à partida",
trazia o comunicado oficial publicado pela entidade.

AFA

"Como presidente da AFA, lamento muito a suspensão do que devia ser uma festa para o futebol sul-americano. Sempre nos guiamos pela legislação sanitária vigente na Conmebol. Estamos à espera da resolução do Tribunal de Disciplina da Fifa", disse Claudio Tapia, presidente da Federação.

FBL-WC-2022-SAMERICA-QUALIFIERS-BRA-ARG
Todos esperavam o duelo entre brasileiros e argentinos / NELSON ALMEIDA/Getty Images

Conmebol

A principal entidade do futebol sul-americano se esquivou de emitir opiniões, utilizando suas plataformas oficiais apenas para confirmar a suspensão da partida e passando a responsabilidade da resolução jurídica referente ao adiamento da partida à FIFA. Vale lembrar que as Eliminatórias são uma competição chancelada pela entidade maior do futebol mundial.

facebooktwitterreddit