Andrés Sanchez avalia suas gestões e afirma que não volta mais ao futebol do Corinthians

Nov 24, 2020, 1:41 PM GMT-3
Craque do Brasileirao Award
Andrés Sanchez diz que não vai mais trabalhar com o futebol do Corinthians. | Buda Mendes/Getty Images
facebooktwitterreddit

O ciclo de Andrés Sanchez no Corinthians caminha para o fim. Em entrevista ao UOL Esporte, publicada na última segunda-feira (23), o presidente corintiano avaliou os seus trabalhos à frente do clube, pediu desculpas para ‘quem acha que ele errou’, enfatizou que ‘houveram mais acertos do que erros’ e, no fim, bateu o martelo: não vai mais trabalhar com futebol no Timão.  

Vale lembrar que Andrés Sanchez está de licença do cargo da Diretoria Executiva desde o último dia 11 de novembro e que não deve mais ocupar a presidência do clube. O seu mandato vai até o dia 31 de dezembro.

An Empty Sao Paulo During the Coronavirus (COVID - 19) Pandemic
Andrés Sanchez deixa um legado no Corinthians. | Miguel Schincariol/Getty Images

"De Corinthians, na parte futebol, acabou meu ciclo. Vou ser sócio, frequentar o clube, ser torcedor como muitos milhões de torcedores. É pedir desculpas para aquele que acha que eu errei e agradecer aquele que me apoiou. Eu tenho certeza de que errei, mas tenho certeza de que eu acertei muito mais", afirmou Sanchez, acrescentando:

"Hoje, você está aqui no CT do profissional. Fui eu que fiz. Você foi no CT da base. Fui eu que fiz. Você vai na Arena. Fui eu que projetei. Sem falar que trouxe o Ronaldo, sem falar os títulos que nós ganhamos. E perdemos também. Então, tem acertos e os erros como em qualquer lugar da sociedade", completou.

Corinthians v Atletico MG - Brasileirao Series A 2017
O Corinthians ganhou vários títulos nas gestões de Andrés Sanchez. | Alexandre Schneider/Getty Images

Após a avaliação, o cartola falou que não tem mais ‘paciência’ e que não volta mais ao futebol do clube – cabe recordar que Andrés Sanchez iniciou sua jornada no Timão ainda na década de 1990. Agora, o candidato da situação é Duílio Monteiro Alves.

"Não, não volto mais, não. Eu tenho consciência que eu não volto mais. Tem um limite na vida. Eu estou há 20 anos nisso. É muito mimimi, é muito disse-me-disse, é muito muita onda. Você vende jogador, tem esquema. Você compra jogador, tem esquema. Você não põe para jogar, tem esquema. Você contrata um treinador, tem esquema. Você manda embora, tem esquema. Tá insuportável, cara. E eu também não tenho mais paciência para isso", encerrou.

Além de Duílio, o Corinthians tem outros dois candidatos à presidência: Mário Gobbi e Augusto Mello. As eleições acontecem no próximo sábado (28 de novembro) e o vencedor vai assumir no dia primeiro de janeiro do ano que vem.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.

facebooktwitterreddit