Futebol Internacional

Amuleto? Argentina tem 100% de aproveitamento em finais que Di María marcou gols; veja

Nathália Almeida
Di María anotou um dos gols da vitória da Argentina sobre a Itália
Di María anotou um dos gols da vitória da Argentina sobre a Itália / Chris Brunskill/Fantasista/GettyImages
facebooktwitterreddit

Depois de quase 30 anos de hiato, a chamada Finalíssima, jogo valendo taça disputado entre os últimos vencedores da Eurocopa e da Copa América, foi resgatada. E na edição de "reinauguração" da disputa, quem levou a melhor foi a Argentina: com atuação inspirada de Lionel Messi, a seleção sul-americana bateu a Itália por 3 a 0 em Wembley, confirmando a boa fase da Albiceleste do jovem técnico Lionel Scaloni.

Os gols da vitória albiceleste foram anotados por Lautaro Martínez, Ángel Di María e Paulo Dybala. O tento anotado pelo camisa 11, por sinal, reforçou uma estatística positiva bastante curiosa que o envolve: em decisões com gol de Di María, a Argentina simplesmente não perde. Ao todo, 'Fideo' já foi às redes em três finais por sua seleção nacional - Jogos Olímpicos (2008), Copa América (2021) e Finalíssima (2022) -, erguendo a taça em todas as oportunidades. 100% de aproveitamento.

Em fim de contrato com o PSG - clube que defende desde meados de 2015 -, Di María é um dos jogadores que desperta interesse aos grandes clubes da Europa nesta janela de transferências. Neste momento, a Juventus desponta como favorita a fechar sua contratação, com o Benfica, sua primeira equipe no Velho Continente, correndo por fora.

facebooktwitterreddit