Palmeiras

Abel Ferreira deixa claro que aproveitamento de Endrick no Palmeiras depende do garoto: 'Se joga por mérito'

Fabio Utz
Atacante tem 16 anos e assinou recentemente seu primeiro contrato
Atacante tem 16 anos e assinou recentemente seu primeiro contrato / Rafael Vieira/Agif/Gazeta Press
facebooktwitterreddit

Sem Gabriel Veron, negociado com o Porto, Endrick é a bola da vez no Palmeiras? Talvez sim, talvez não. Vai depender muito dele.

Na visão do técnico Abel Ferreira, o garoto que recentemente assinou seu primeiro contrato com o Verdão terá que repetir, nos treinos com a equipe profissional, aquilo que tem mostrado na base. "Não sou eu que faço a diferença, eles é que precisam fazer. Se chegar e mostrar que pode competir por um lugar como os outros, vai jogar, se tiver dificuldade, nós vamos dar o tempo necessário como fazemos com todos para se adaptarem. Vai depender dele, não de mim", afirmou o comandante.

Abel Ferreira Técnico Treinador Palmeiras
Abel Ferreira não garante utilização imediata de Endrick mesmo com saída de Veron / Pedro Vilela/GettyImages

Ou seja, Endrick terá que conquistar seu espaço, assim como todo mundo faz. "Não é por ser da base que tem direito. Os jogadores jogam por mérito", acrescentou, sem deixar de lembrar que, no momento, o atacante está lesionado e deverá ficar em recuperação pelas próximas três ou quatro semanas.

Aos 16 anos, o jovem é considerado a nova joia do futebol brasileiro. Ou seja, não é por nada que gigantes da Premier League, como Chelsea e Manchester United, já colocam o olho em cima dele.

Para mais notícias do Palmeiras, clique aqui.

facebooktwitterreddit