Listas

6 ídolos que foram técnicos em seus clubes e fracassaram

Daniel Farias
Rogério Ceni está na lista | Sao Paulo v Palmeiras - Brasileirao Series A 2017
Rogério Ceni está na lista | Sao Paulo v Palmeiras - Brasileirao Series A 2017 / Alexandre Schneider/Getty Images
facebooktwitterreddit

A missão de brilhar com a camisa de um clube como jogador e treinador não é para qualquer um. Muitos jogadores que se destacaram por longos anos, dentro das quatro linhas, não conseguem repetir o feito quando migram para a área técnica. E é sobre eles que falaremos a seguir: confira seis ídolos que foram técnicos em seus clubes e fracassaram:

1. Pirlo - Juventus

Andrea Pirlo
Treinador não brilhou como técnico da Juve | Bologna FC v Juventus - Serie A / Danilo Di Giovanni/Getty Images

Andrea Pirlo fez história com a camisa da Juventus. O jogador italiano defendeu a Velha Senhora por quatro temporadas, somando 164 jogos. Após se aposentar dos gramados e pendurar as chuteiras, Pirlo decidiu ingressar na carreira de treinador e comandou a Juventus na temporada 2020/21. Ele somou 34 vitórias em 52 jogos, mas não atingiu as expectativas e objetivos traçados, sendo demitido após um ano no cargo.

2. Rogério Ceni - São Paulo

Rogerio Ceni
Ceni comanda hoje o Flamengo | Sao Paulo v Atletico MG - Brasileirao Series A 2017 / Alexandre Schneider/Getty Images

Rogério Ceni está para sempre marcado na história do São Paulo. O goleiro atuou durante toda a sua carreira no Tricolor Paulista, tendo somado 1.197 partidas com a camisa da equipe, além de 129 gols marcados.

Em 2015, Rogério aposentou-se e em 2017 foi anunciado como novo técnico do Soberano. O desempenho, porém, não foi muito bom, sendo demitido pouco tempo depois com 14 vitórias em 35 jogos.

3. Ricardo Gomes - Fluminense

FBL-FRA-LIGUE1-BORDEAUX-PRESSER
Treinador brilhou nos anos 80 pelo Fluminense | FBL-FRA-LIGUE1-BORDEAUX-PRESSER / GEORGES GOBET/Getty Images

Quando ainda era jogador, Ricardo Gomes defendeu o Fluminense por seis temporadas, entre 1983 e 1988, com mais de 200 partidas pelo Tricolor. Ricardo também teve uma consagrada carreira como técnico de futebol, mas quando treinou o Fluminense não teve as mesmas glórias de quando era jogador da equipe.

4. Bobô - Bahia

Bobô foi um dos destaques do Bahia entre as décadas de 80 e 90. O jogador somou mais de 100 partidas com o Esquadrão e marcou 38 gols. Alguns anos depois, em 2002, ele foi contratado como técnico da equipe nordestina, mas passou pouco tempo, não tendo muito sucesso na carreira à beira dos gramados.

5. Hugo De León - Grêmio

O zagueiro uruguaio Hugo De León defendeu o Grêmio entre as temporadas 1981 e 1984. Ele era um dos grandes destaques da equipe, tendo disputado 242 partidas com a camisa do Imortal e marcado 11 gols. Na temporada 2005, o Grêmio contratou De León para ser seu técnico, mas o uruguaio foi demitido no mesmo ano.

6. Lampard - Chelsea

FBL-ENG-PR-LEICESTER-CHELSEA
Lampard comandou o Chelsea em duas temporadas | FBL-ENG-PR-LEICESTER-CHELSEA / RUI VIEIRA/Getty Images

Frank Lampard é um dos maiores ídolos da história do Chelsea. O jogador defendeu a equipe inglesa em 13 temporadas, com 648 partidas e 211 gols, números simplesmente fantásticos. Após decidir pela aposentadoria, Lampard ingressou na carreira de técnico e comandou o Chelsea em duas temporadas, mas não brilhou.

facebooktwitterreddit