8 ídolos que voltaram para casa e decepcionaram

Guilherme Lopes
Atletico de Madrid v Elche CF - La Liga Santander
Atletico de Madrid v Elche CF - La Liga Santander / Denis Doyle/Getty Images
facebooktwitterreddit

Não tem nada mais satisfatório para um torcedor, que a volta do ídolo para seu clube de coração, algumas vezes acabam rendendo o esperado, como uma lista que já fizemos. Mas e quando não da certo? Selecionamos oito jogadores que não conseguiram repetir as boas atuações da sua primeira passagem.

1. Fernandão - Bahia

Flamengo v Bahia - Brazilian Series A 2013
Flamengo v Bahia - Brazilian Series A 2013 / Ricardo Ramos/Getty Images

Idolatrado pela torcida, pelo menos na sua primeira passagem. O atacante conhecido por seu grande porte físico foi fundamental na companha contra o rebaixamento do Bahia em 2013, marcando 18 gols na temporada. Na sua segunda passagem, era reserva de Gilberto na maior parte. Recentemente marcou dois gols contra seu ex-clube, defendendo as cores do Goiás.                               

2. Lucho González - River Plate

River Plate v Velez Sarsfield - Torneo Transicion 2016
River Plate v Velez Sarsfield - Torneo Transicion 2016 / Daniel Jayo/Getty Images

O argentino saiu como uma das principais promessas do país, fazendo história no Porto e Olympique de Marselha. Retornou para o River em 2015, mesmo participando da campanha vitoriosa na Copa Libertadores, não teve nenhum destaque, sendo reserva no torneio. Ainda assim, é o segundo jogador argentino com mais títulos na carreira, atrás apenas de Lionel Messi.

3. Cicinho - São Paulo

Sao Paulo's Cicinho celebrates his goal
Sao Paulo's Cicinho celebrates his goal / MAURICIO LIMA/Getty Images

Saiu do São Paulo, como o provável substituto de Cafú na seleção, tendo um inicia promissor no Real Madrid, mas as confusões, baladas, problemas com álcool, prejudicaram a carreira do atleta, segundo ao próprio jogador. Na segunda passagem pelo tricolor, em 2010, Cicinho já estava em decadência, não conseguindo apresentar um bom futebol. Aquele time inclusive, contava com outros medalhões, como Alex Silva, Rivaldo e Ricardo Oliveira.

4. Paulo Nunes - Grêmio

Brazilian football team Gremio forward Paulo Nunes
Brazilian football team Gremio forward Paulo Nunes / YOSHIKAZU TSUNO/Getty Images

Bem diferente da primeira passagem no Imortal, a segunda não deixou saudades. Os gremistas pagaram cerca de oito milhões de dólares pelo “Diabo Loiro”, todavia, o atacante não conseguiu corresponder em campo. Lembrando que o atleta já tinha um longo histórico de lesões.

5. Diego Lugano - São Paulo

Sao Paulo v Fluminense - Brasileirao Series A 2017
Sao Paulo v Fluminense - Brasileirao Series A 2017 / Alexandre Schneider/Getty Images

Muito conhecido por sua raça em campo, fato que fez a torcida são paulina se render ao zagueiro. Mas não era só raça, o uruguaio tinha bastante qualidade, tanto que depois da sua primeira passagem, fez uma carreira sólida na Europa e Seleção, sendo capitão em duas Copas. Na sua volta pelo São Paulo, já estava em fim de carreira, e acabou colecionando diversas falhas.

6. Pablo Aimar - River Plate

River Plate v Rosario Central - Torneo Primera Division 2015
River Plate v Rosario Central - Torneo Primera Division 2015 / Daniel Jayo/Getty Images

Revelado pelo River fez quase toda sua carreira na Europa, e assim como o Lucho, retornou para o clube argentino em 2015. Com uma série de lesões, e já no final de carreira, não conseguiu render o que se esperava de um jogador tão talentoso, se aposentando no mesmo ano. Atualmente é auxiliar técnico da Seleção.

7. Diego Costa - Atlético de Madrid

FBL-ESP-LIGA-ATLETICO-ELCHE
FBL-ESP-LIGA-ATLETICO-ELCHE / OSCAR DEL POZO/Getty Images

Saiu da Espanha como ídolo, depois de marcar 27 gols na La Liga, ajudando o Atlético de Madrid a conquistar mais uma taça, além de ser finalista da Champions League. Depois de três bons e polêmicos anos na Inglaterra, retornou para o clube espanhol, no qual não repetiu nem de perto seus bons momentos. Atualmente sem clube, atuou em 81 jogos e marcou apenas 19 gols na sua volta á Espanha.

8. Andriy Schevchenko - Milan

AC Milan's Ukrainian striker Andriy Sche
AC Milan's Ukrainian striker Andriy Sche / PAOLO COCCO/Getty Images

Vencedor da Bola de Ouro em 2004, o ucraniano marcou história na equipe de Milão, conquistando diversos títulos, como um dos protagonistas daquele time fantástico do Milan. Na sua segunda passagem, dessa vez por empréstimo, não conseguiu render o esperado marcando apenas dois gols em toda temporada.

facebooktwitterreddit