Futebol brasileiro

5 técnicos que trabalharam no Brasileirão 2022 e atualmente estão sem clube

Wéverton Rodrigues
Técnico português Paulo Sousa não convenceu grande parte da torcida rubro-negra e ficou cerca de seis meses no Brasil
Técnico português Paulo Sousa não convenceu grande parte da torcida rubro-negra e ficou cerca de seis meses no Brasil / Wagner Meier/GettyImages
facebooktwitterreddit

A 'dança das cadeiras' dos técnicos é uma constante no futebol brasileiro. À exceção de alguns poucos nomes que estão no cargo há mais de um ano, alguns até chegaram com status de estrela para trabalhar na atual edição do Campeonato Brasileiro, porém o contrato foi interrompido ainda no primeiro tempo.

Confira a lista de alguns profissionais que estão livres no mercado. Algum deles cabe no seu time, leitor do 90min?

5. Glauber Ramos

Glauber Ramos, técnico de futebol
Goiás segue brigando na parte debaixo da tabela mesmo com a saída de Glauber Ramos / Alexandre Schneider/GettyImages


O treinador acabou sendo desligado do Goiás em abril deste ano. Para o cargo, a diretoria esmeraldina anunciou a chegada do técnico Jair Ventura. De acordo com o site oGol, foram 24 jogos à frente do Verdão do Oeste, com 12 vitórias, 3 empates e 9 derrotas.

4. Eduardo Baptista

Eduardo Baptista, técnico de futebol
Treinador se destacou no Mirassol durante o Campeonato Paulista, mas não conseguiu fazer o Ju engrenar no Brasileirão / MB Media/GettyImages


No final de junho, Eduardo Baptista não resistiu ao comando técnico do Juventude. O treinador chegou no final do Gauchão e, apesar das mudanças que implementou na equipe, acabou não agradando com seu desempenho. Ao todo, foram 17 jogos, sendo três vitórias, com cinco empates e nove derrotas.

3. Pintado

Pintado, técnico de futebol
Ex-jogador comandou dois times no Brasileirão 2021: Goiás e Chapecoense e acertou com o Dourado neste ano, mas já foi embora / NELSON ALMEIDA/GettyImages


Depois de ser desclassificado na Copa do Brasil nos pênaltis para o Atlético Goianiense, ele foi demitido em março do Cuiabá e deixou o clube com 21 jogos disputados e 11 vitórias, além de cinco empates e cinco derrotas.

2. Sylvinho

Sylvinho, técnico de futebol
Derrota no clássico para o Santos encerrou ciclo do ex-lateral no Timão / Ricardo Moreira/GettyImages


Bastante contestado desde os primeiros jogos no comando técnico do Corinthians, Sylvinho está desempregado desde que deixou o cargo no Timão. No total, o ex-jogador formado no clube comandou o time do Parque São Jorge em 43 oportunidades, sendo 16 vitórias, 14 empates e 13 derrotas. Recentemente, o treinador de 48 anos foi consultado pela equipe do Ceará, quando a equipe perdeu Dorival Júnior para o Flamengo e antes dos cearenses contratarem Marquinhos Santos.

1. Paulo Sousa

Paulo Sousa e Diego em jogo do Flamengo em 2022
Português trocou a Seleção Polonesa pelo Fla e assinou contrato longo, mas ficou apenas seis meses no cargo / Wagner Meier/GettyImages


Vice-campeão da Supercopa do Brasil e do Campeonato Carioca, Paulo Sousa foi demitido do Flamengo depois de cerca de seis meses de trabalho. Aos 51 anos, a passagem pelo rubro-negro contabilizou 32 partidas no cargo técnico: 19 vitórias, sete empates e seis derrotas. Quando entregou o cargo o time estava em 14º lugar no Brasileirão. O treinador chegou a ser cogitado recentemente para assumir o Egito, mas, até então, nada foi confirmado.

facebooktwitterreddit