Copa Libertadores

5 provas de que o Palmeiras é o melhor time da Libertadores

Lucas Humberto
Vitória nesta terça-feira (03) garantiu a presença do Verdão em mais um mata-mata de Libertadores
Vitória nesta terça-feira (03) garantiu a presença do Verdão em mais um mata-mata de Libertadores / NELSON ALMEIDA/GettyImages
facebooktwitterreddit

Com mais uma goleada diante do Independiente Petrolero (Bolívia), o Palmeiras garantiu a classificação ao mata-mata da Copa Libertadores. A vitória desta terça-feira (3), por 5 a 0, teve hat-trick de Raphael Veiga, além de Rafael Navarro e Murilo indo às redes.

Já são quatro partidas da mais pura invencibilidade, com direito a 20 gols anotados e somente dois sofridos. Desempenho esse que faz do Verdão o melhor clube do torneio sul-americano. E quem diz isso são as próprias estatísticas.

1. Domínio como visitante

Independiente Petrolero Palmeiras Libertadores
Verdão goleou o Independiente Petrolero na Bolívia / AIZAR RALDES/GettyImages

Quem precisa do fator casa, certo? Com o mais recente triunfo, emplacado em Sucre, na Bolívia, o Verdão atingiu a maior invencibilidade da história da Libertadores como visitante. Em 18 partidas, o alviverde venceu 13 e empatou cinco, resultando em 81% de aproveitamento.

Nesse período, foram 39 gols marcados e somente 11 sofridos. A última derrota da equipe aconteceu no longínquo 02 de abril de 2019, ante o San Lorenzo, ainda na fase de grupos. À época, Marcelo Herrera garantiu a vitória dos argentinos por 1 a 0.

2. Consistência ofensiva

Raphael Veiga Palmeiras Independiente Petrolero Libertadores
Veiga anotou um hat-trick nesta terça-feira (03) / AIZAR RALDES/GettyImages

Segundo dados do SofaScore, o Verdão é, entre os 32 clubes da Libertadores, o primeiro em aproveitamento - até aqui de 100% -, e também lidera em número de gols (20). A equipe de Abel Ferreira também aparece na primeira colocação quando o assunto são grandes chances criadas por jogo.

3. Entrosamento de (bi)campeão

Zé Rafael Palmeiras Libertadores
Meio-campo alviverde tem mostrado grande eficiência / Alexandre Schneider/GettyImages

Há várias vantagens em ser o atual bicampeão consecutivo de um torneio, certo? Se o plantel passa por poucas alterações, as chances do entrosamento ser preciso é gigantesca. E o Verdão sabe bem disso. Entre todas as equipes da Libertadores, o Palmeiras é o que menos precisa de toques para marcar. A média fica em apenas 130.

4. Qualidade individual das peças

Navarro Libertadores Palmeiras
Navarro não cansa de anotar na Libertadores / AIZAR RALDES/GettyImages

Para além do brilhantismo goleador de Raphael Veiga e Navarro, a Libertadores segue atestando a importância dos "carregadores de piano" como Zé Rafael, por exemplo.

A consistência do grupo é tamanha que o Verdão também lidera as estatísticas de chutes certos por jogo (média de 9.3) e de chutes na área por jogo (média de 14).

5. Na cola do River Plate...

Abel Ferreira Palmeiras Libertadores
Técnico luso segue quebrando seus próprios recordes / MB Media/GettyImages

Tradição reconhece tradição. Para além das marcas batidas, o Palmeiras mira outro feito: ultrapassar o River Plate em número de gols na fase de grupos do torneio. Em 2020, o gigante argentino anotou 21 vezes em seis partidas da primeira etapa. Restam dois confrontos para Abel Ferreira, que já garantiu 20 tentos. Questão de tempo, certo?

facebooktwitterreddit