Zagueiro do São Paulo quer rescisão de contrato e vai à Justiça; Clube promete 'batalha'

Foto: Reprodução/Twitter

De Cotia costumam sair muitas soluções a médio e longo prazo pro São Paulo, sejam elas esportivas ou financeiras. Mas, vez em quando, a base também gera algumas 'dores de cabeça' para o departamento jurídico, como parece ser o caso envolvendo o promissor zagueiro Lucas Fasson.

Como destaca o Globoesporte, o jogador buscou as vias jurídicas e já notificou o Tricolor Paulista em busca de uma rescisão unilateral de seu contrato, válido até junho de 2021. O clube discorda da reivindicação do atleta e sinaliza uma verdadeira 'batalha judicial', informando a potenciais interessados no zagueiro que cobrará a multa de 40 milhões de euros que seu contrato prevê, caso haja qualquer investida oficial pelo garoto.

De acordo com a apuração da fonte acima citada, o Barcelona tem interesse no defensor para reforçar a sua equipe B, sondagem que teria motivado Lucas Fasson a buscar a ruptura de contrato junto ao São Paulo. O jogador está prestes a completar três anos de seu vínculo de quatro temporadas firmado quando ainda era menor de idade (17 anos), o que lhe dá brecha para buscar uma rescisão na FIFA, que só avalia casos litigiosos a partir do terceiro ano de contrato.

O São Paulo, por sua vez, acredita que a CBF é a entidade que deve julgar casos dessa natureza - entre clube e jogador brasileiro -, e de acordo com as leis da entidade, o Tricolor Paulista está seguro: a CLT e a Lei Pelé permitem que clubes brasileiros façam contrato de trabalho por cinco anos com atletas menores de 18 anos.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique aqui.