Weverton trata enredo dramático como 'natural' e vê Palmeiras merecedor: "Fizemos grandes jogos"

Nathália Almeida
Jan 13, 2021, 12:51 AM GMT-3
River Plate v Palmeiras - Copa CONMEBOL Libertadores 2020
River Plate v Palmeiras - Copa CONMEBOL Libertadores 2020 | Pool/Getty Images
facebooktwitterreddit

Não precisava ser com tanto sofrimento, mas o futebol gosta de enredos épicos, e assim foi na noite desta terça-feira (12): vitorioso no jogo de ida na Argentina por 3 a 0, o Palmeiras não foi nada bem em casa e terminou a partida zerado em finalizações certas, mas escapou com uma derrota por 'apenas' 2 a 0, resultado que lhe garantiu a classificação à grande decisão da Libertadores.

Apesar da atuação muito ruim do Verdão na capital paulista, Weverton tratou com naturalidade a imposição do River no Allianz Parque, ressaltando que a derrota em casa não diminui em nada o mérito da classificação alviverde à final continental.

Palmeiras v River Plate - Copa CONMEBOL Libertadores 2020
Palmeiras v River Plate - Copa CONMEBOL Libertadores 2020 | Pool/Getty Images

"O jogo ia ser duro, ia ser difícil, mesmo vencendo por 3 a 0 na ida, a gente sabia que ia ser difícil, que não estava definido. Fizemos dois grandes jogos, era natural sofrer, foi um grande adversário, estamos felizes, chegamos por mérito, fizemos por merecer. Não é o jogo que vai apagar nosso brilho de chegar à final. Vamos continuar trabalhando, temos tudo para ter um grande ano. Vamos nos preparar para fazer um grande jogo", afirmou.

O goleiro ainda admitiu que o primeiro gol sofrido pelo Palmeiras na partida, oriundo de uma cobrança de escanteio, foi um baque emocional para o time: "Sofremos gol de bola parada, o que não costumamos acontecer e, aí, a parte emocional acabou afetando um pouco. Gostaríamos muito de ter o apoio do nosso torcedor aqui dentro, porque sabemos o quanto eles fazem a diferença", concluiu.

Palmeiras v River Plate - Copa CONMEBOL Libertadores 2020
Palmeiras v River Plate - Copa CONMEBOL Libertadores 2020 | Pool/Getty Images

Independente do enredo pouco glamoroso no Allianz, o que vale é uma coisa só: a vaga assegurada na tão sonhada decisão da Libertadores. Garantido na finalíssima do dia 30 de janeiro no Maracanã, o Palmeiras agora aguarda o desfecho da semifinal entre Santos e Boca Juniors.

facebooktwitterreddit