Futebol brasileiro

Volta por cima e briga no vestiário: como foi a vitória do América-MG sobre o Cruzeiro

Nathália Almeida
May 2, 2021, 6:44 PM GMT-3
Ademir deixou sua marca na vitória do América-MG contra o Cruzeiro
Ademir deixou sua marca na vitória do América-MG contra o Cruzeiro | Alexandre Schneider/Getty Images
facebooktwitterreddit

A semifinal do Mineiro que mais prometia equilíbrio e ânimos exaltados, não decepcionou. Na tarde deste domingo (2), Cruzeiro e América-MG se enfrentaram no Mineirão e protagonizaram um clássico disputado e de bom nível técnico, com o Coelho levando a melhor já no 'apagar das luzes': vitória de virada por 2 a 1 - gols de Alê e Ademir, com Sobis descontando para a Raposa -, resultado que coloca o time de Lisca a um passo da decisão estadual.

lisca america mg cruzeiro campeonato mineiro
Lisca pode levar o América a mais uma decisão de Mineiro | Alexandre Schneider/Getty Images

Autor do gol que selou, aos 44' do segundo tempo, a virada do Coelho sobre o Cruzeiro, o atacante Ademir não escondeu seu alívio com o importante tento anotado. O início de temporada vinha sendo bastante turbulento para ele em virtude de negociações que acabaram não se concretizando, o que criou um clima delicado em sua sequência no time mineiro. Agora, no entanto, seu foco está exclusivamente em prosperar com a camisa do América.

"Esse gol eu resumo como a volta por cima. Ontem eu estava pensando, na véspera do jogo, que seu eu fizesse um gol e desse uma entrevista eu ia falar que esse gol é sinônimo de volta por cima. Eu estou muito feliz por isso, eu sei que tudo acontece no momento certo, e se não foi pra mim sair é porque Deus tem um propósito para mim aqui nesse clube. E está aí o gol, a vitória... Esse grupo merece. Temos que ter tranquilidade e trabalhar durante a semana, para no próximo jogo estar mais ligado, fazer gol e vencer para chegar à final", afirmou.

Briga nos vestiários

O destaque negativo do clássico viria no pós-apito final, quando os dois elencos se estranharam e quase partiram para as 'vias de fato' na saída do gramado. Um grande tumulto se deu no corredor que leva aos vestiários, com jogadores dos dois times trocando ameaças. Membros das duas comissões técnicas e outros funcionários de América e Cruzeiro precisaram intervir para acalmar os ânimos.

América-MG e Cruzeiro voltam a se enfrentar pela semifinal do Mineiro no próximo domingo (9), às 16h de Brasília no Independência. O Coelho pode perder por até um gol de diferença que ainda assim se classifica à decisão.

facebooktwitterreddit