Vasco vive 'dilema' após receber proposta oficial do Galo por atacante; veja o cenário

Marrony
Botafogo v Vasco da Gama - Brasileirao Series A 2019 | Bruna Prado/Getty Images

Imerso em uma crise financeira de grandes proporções - alguns de seus jogadores ainda não receberam nenhum salário em 2020 -, o Vasco da Gama sabe que precisará vender algum de seus ativos para levantar receitas e amenizar a delicada situação em que se encontra. A primeira oportunidade de negociação surgiu no próprio mercado doméstico, mas o clube carioca não está seguro de que este é o melhor movimento para uma de suas grandes joias.

Como noticiado aqui, o Atlético-MG formalizou proposta por Marrony, atacante de 21 anos visto como um dos nomes mais promissores do atual elenco cruzmaltino. A Rádio Itatiaia apurou e o UOL Esportes confirmou que a oferta do clube mineiro é de 3 milhões de euros, aproximadamente R$ 17,4 milhões na cotação atual. O Vasco detém 70% dos direitos econômicos do atleta.

FBL-BRAZIL-FLAMENGO-VASCO
FBL-BRAZIL-FLAMENGO-VASCO | MAURO PIMENTEL/Getty Images

De acordo com o UOL Esportes, a diretoria do Vasco da Gama se vê em um 'dilema' diante da oferta do Galo: ao passo que precisa urgentemente levantar receitas para colocar salários em dia e evitar debandada de jogadores, têm em Marrony um grande ativo e uma esperança de negociação mais vantajosa para o futebol estrangeiro. O jogador já esteve no radar de clubes importantes da Europa, como o Newcastle, mas nenhuma sondagem se transformou em oferta formal.

Vale lembrar que o contrato do atacante foi renovado recentemente - até dezembro de 2023 -, com multa rescisória estabelecida em 35 milhões de euros. A oferta do Galo simboliza menos de 10% deste valor, muito abaixo do que o Cruzmaltino projetava para o jovem talento. A negociação entre as partes segue, com o clube carioca enviando uma contraproposta a ser analisada pelos mineiros.

FBL-SUDAMERICANA-ORIENTE-VASCO
FBL-SUDAMERICANA-ORIENTE-VASCO | AIZAR RALDES/Getty Images

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique aqui.