Brasileiro Série B

Vasco de Diniz se complica, e caminho rumo ao G-4 tem apenas dois rivais sem muito o que fazer na Série B

Fabio Utz
Nenê não jogou contra o CSA e fez muita falta
Nenê não jogou contra o CSA e fez muita falta / Alexandre Loureiro/GettyImages
facebooktwitterreddit

Se o Botafogo está com um pé na elite do futebol nacional e o Cruzeiro já pensa em 2022, o Vasco da Gama, por enquanto, se encontra no 'limbo' da Série B. Depois de perder em casa para o CSA por 3 a 1 na noite desta sexta-feira, deixou passar a chance de se aproximar do G-4.

Oitavo colocado com 47 pontos, a equipe carioca tem seis a menos que o Goiás, que no momento garantiria a última vaga para a Série A do ano que vem. Faltando seis partida para o término da competição, o caminho rumo ao principal objetivo da temporada é árduo para Fernando Diniz e companhia.

Além da dificuldade em manter uma rotina de boas atuações, a tabela impõe algumas dificuldades. Com base no panorama atual, o Vasco só pegará dois rivais (Vila Nova e Remo) que, a princípio, não possuem mais grandes ambições - estão, respectivamente, em 10º e 11º lugar com 42 e 41 pontos.

O resto é tudo 'pedreira'. O Guarani, próximo adversário, está em sexto com 49 pontos e também sonha com a Série A. Depois, vem o clássico contra o Botafogo, vice-líder com 56 e na briga pelo título. Vitória (18º, 32 pontos) e Londrina (17º, também com 32) neste momento brigam de forma fervorosa contra o rebaixamento e tendem a fazer jogo duro. E aí, torcedor vascaíno, dá para acreditar?

Para mais notícias do Vasco da Gama, clique aqui.

facebooktwitterreddit