Brasileirao Série A

Vaiado em novo tropeço do Fluminense, Danilo Barcelos evita atrito: 'Não posso pedir paciência'

Nathália Almeida
Danilo Barcelos voltou a fazer um mau jogo com a camisa do Fluminense
Danilo Barcelos voltou a fazer um mau jogo com a camisa do Fluminense / Buda Mendes/GettyImages
facebooktwitterreddit

É bem verdade que o retorno do público aos estádios reservou algumas histórias espetaculares de impacto positivo e sinergia entre elenco e torcida, mas para a tristeza dos tricolores, este não foi o enredo vivido pelo Fluminense nas últimas duas rodadas. Mesmo jogando em casa com o apoio de seu torcedor, o clube das Laranjeiras decepcionou no meio de semana contra o Fortaleza e hoje, sábado (9), voltou a mostrar pouquíssimo diante de um organizado Atlético-GO, empatando em 0 a 0 e se distanciando cada vez mais da briga por vaga à próxima Conmebol Libertadores.

Bastante vaiado pelos tricolores nas duas partidas - tendo desperdiçado uma grande chance de gol nesta tarde contra o Dragão -, o lateral Danilo Barcelos evitou entrar em atrito com o torcedor, tratando como legítima a insatisfação do público com o rendimento da equipe nos últimos jogos.

Danilo Barcelos, Dudu
Barcelos é criticado pelo torcedor desde que chegou ao clube / Buda Mendes/GettyImages

"O torcedor pagou ingresso, tem dois anos sem vir no estádio, tem todo direito de cobrar de qualquer um, não só de mim. A equipe fez uma boa partida, um jogo muito difícil. O Atlético-GO é muito bem organizado, o Fortaleza também fez um baita jogo contra nós, não quer dizer que a gente jogou mal. A gente entende as críticas do torcedor, mas por um outro lado a gente sabe que vem desenvolvendo um grande trabalho dentro do clube. Eu acho que eu não posso pedir um pouco de paciência, porque o torcedor está louco para ver um gol nosso, ver uma vitória", afirmou.

Com 33 pontos conquistados em 24 jogos, o Tricolor Carioca segue na zona intermediária da tabela de classificação, ocupando a nona colocação de momento. São oito pontos de frente em relação ao Z-4 e seis de distância para o G-4, portanto, ainda não se sabe qual será o campeonato da equipe de Marcão daqui ao final do Brasileiro.

facebooktwitterreddit