Seleção Brasileira

"Vai ser difícil esquecer essa noite", diz Raphinha; veja como ficou a situação das eliminatórias sul-americanas

Fabio Utz
Atacante do Leeds estreou como titular e fez dois gols
Atacante do Leeds estreou como titular e fez dois gols / Buda Mendes/GettyImages
facebooktwitterreddit

Chegou ao fim a 12ª das eliminatórias sul-americanas da Copa do Mundo. E a informação é essa. Na matemática simples, nenhuma seleção que hoje estaria fora do Mundial do Catar, em 2022, pode passar o Brasil por pontos na classificação.

Sim, com mais uma leva de cinco jogos, o Chile, sexto colocado, tem 13 pontos. Faltando mais seis partidas, poderia chegar no máximo aos mesmos 31 dos comandados de Tite, tendo que tirar ainda uma diferença de 22 gols de saldo - primeiro critério de desempate. Diante deste cenário, já é possível cravar aquilo que todos já sabem: só uma hecatombe tira o Brasil de mais um Mundial - ninguém espera também que acabe em quinto e vá para a repescagem, né?

Este feito foi alcançado em uma noite mágica do atacante Raphinha, que pela primeira vez foi titular do time verde-amarelo e, de cara, balançou duas vezes a rede do Uruguai na goleada por 4 a 1. "Não tem como explicar o que estou sentido hoje. Não poderia ser mais marcante para mim essa partida. Vai ser difícil esquecer essa noite. Ela não precisava acabar nunca", resumiu o atacante do Leeds United. O atleta, agora, tem tudo para seguir como titular de Tite e ser a grande novidade nesta reta final de eliminatórias.

RESULTADOS DESTA QUINTA-FEIRA

Bolívia 4 x 0 Paraguai

Colômbia 0 x 0 Equador

Argentina 1 x 0 Peru

Chile 3 x 0 Venezuela

Brasil 4 x 1 Paraguai

CLASSIFICAÇÃO DAS ELIMINATÓRIAS

1º - Brasil - 31 pontos

2º - Argentina - 25 pontos

3º - Equador - 17 pontos

4º - Colômbia - 16 pontos / saldo 0

5º - Uruguai - 16 pontos / saldo -3

6º - Chile - 13 pontos

7º - Bolívia - 12 pontos / saldo -8 / 17 gols pró

8º - Paraguai - 12 pontos / saldo -8 / 9 gols pró

9º - Peru - 11 pontos

10º - Venezuela - 7 pontos

facebooktwitterreddit