Futebol Internacional

Unificação da Copa Conmebol e Sul-Americana: veja quem votou a favor e contra

Lucas Humberto
Potencial unificação afeta diretamente a pontuação do ranking da Conmebol
Potencial unificação afeta diretamente a pontuação do ranking da Conmebol / Ernesto Ryan/GettyImages
facebooktwitterreddit

A definição se aproxima. Depois de algumas idas e vindas, a Conmebol definiu a formação do comitê de clubes que se reuniu nesta segunda-feira, 12, para avaliar o pedido liderado pelo Atlético Mineiro de que a extinta Copa Conmebol seja reconhecida como Copa Sul-Americana. A situação permanece indefinida.

Cuca, técnico do Atlético-MG
Galo liderou o pedido da unificação / Alexandre Schneider/GettyImages

As 16 equipes que chegaram às oitavas de final da Libertadores 2022 participaram da construção do comitê. Dessas, 10 votaram favorável à unificação das competições. São elas:

  • Athletico-PR;
  • Atlético-MG;
  • Boca Juniors-ARG;
  • Colón-ARG;
  • Estudiantes-ARG;
  • Fortaleza;
  • Libertad-PAR;
  • River Plate-ARG;
  • Talleres-ARG;
  • Vélez Sarsfield-ARG;

Foram contrários: Corinthians, Flamengo e Palmeiras. Cerro Porteño-PAR, Emelec-EQU e Tolima-COL se abstiveram.

Em caso de reconhecimento da unificação, Atlético-MG, Botafogo, Santos e São Paulo, vencedores do extinto torneio, ganharão pontos no ranking da Conmebol, que influencia diretamente a composição dos cabeças de chave da Libertadores. A potencial mudança também transforma os pesos dos títulos da entidade máxima do futebol sul-americano.

Abel Ferreira, treinador Palmeiras
Verdão votou contra / Ricardo Moreira/GettyImages

A possível unificação ainda dependerá de uma reunião do Conselho Executivo da Conmebol, que deve acontecer apenas no mês de outubro. As confederações nacionais, que ainda não votaram, pediram um prazo maior para uma decisão no conselho. A definição, embora mais próxima, deve levar alguns meses.

facebooktwitterreddit