Tunísia surpreende e derrota a França, mas cai na fase de grupos da Copa do Mundo

Bia Palumbo
Tunísia venceu uma seleção europeia em Copa do Mundo pela primeira vez na história
Tunísia venceu uma seleção europeia em Copa do Mundo pela primeira vez na história / Clive Mason/GettyImages
facebooktwitterreddit

A Tunísia se despediu da Copa do Mundo nesta quarta-feira (30), ao derrotar a França por 1 a 0. O resultado foi insuficiente para garantir vaga nas oitavas de final, visto que os atuais campeões mundiais terminaram na liderança e a Austrália ficou em 2º lugar, com 6 pontos, após vitória simples diante da Dinamarca.

Didier Deschamps escalou um time reserva, sendo que estrelas como Griezmann e Mbappé entraram em campo apenas no segundo tempo.

O jogo começou morno, com a Tunísia melhor, intensa em cada dividida, enquanto a França usava a experiência para controlar o jogo trocando passes.


A estratégia quase foi pelos ares logo no primeiro tempo. Khazri cobrou falta pela esquerda e Ghandri mandou para a rede, porém ele estava adiantado. O impedimento foi assinalado pelo auxiliar e confirmado pelo VAR.

Apesar de mais posse de bola dos franceses, o goleiro Mandanda é quem teve mais trabalho na etapa inicial, principalmente por boas jogadas de Slimane e Laidouni. Coman protagonizou a melhor chance dos Bleus, mas pegou mal na bola e ela saiu à esquerda do gol.

O segundo tempo foi eletrizante, sendo que Khazri abriu o placar. O camisa 10 é um dos 10 jogadores da seleção tunisiana que nasceram na França. O atacante de 31 anos inclusive joga na Ligue 1, a primeira divisão do Campeonato Francês.

Com a derrota parcial, Deschamps colocou em campo titulares como Rabiot, Mbappé e Griezmann, que chegou a empatar o jogo nos acréscimos, porém o lance foi anulado por impedimento. O árbitro neozelandês Matthew Conger chegou a ser chamado pelo VAR e foi até a cabine, mas decidiu manter a marcação em campo.

facebooktwitterreddit