Copa do Brasil

Torcida do Vasco se revolta com a arbitragem em nova derrota para o São Paulo: 'Roubo'

Nathália Almeida
Torcida do Vasco se irritou com atuação de Daronco em São Januário
Torcida do Vasco se irritou com atuação de Daronco em São Januário / André Melo Andrade/MyPhoto Press/Gazeta Press
facebooktwitterreddit

Depois de passar quatro dias seguidos reclamando das decisões tomadas pelo VAR no Choque-Rei do último final de semana, o São Paulo viu, na noite desta quarta-feira (4), a tecnologia atuar em seu favor. Isso porque a vitória tricolor por 2 a 1 sobre o Vasco da Gama, conquistada em São Januário, foi marcada por diversos lances críticos que contaram com interferência direta da arbitragem.

Logo no primeiro tempo, o Vasco teve um gol anulado por toque de mão na origem da jogada e um jogador expulso, Léo Jabá, por entrada violenta com as travas da chuteira na coxa de seu adversário. O cartão vermelho não gerou questionamentos por parte da torcida vascaína, contudo, o gol anulado dividiu opiniões. Vale destacar que, antes de ser expulso, Léo Jabá esteve envolvido em lance controverso: recebeu um tapa de Miranda dentro da grande área, mas a arbitragem interpretou com gesto involuntário do defensor são-paulino.

Na etapa final, o Vasco ainda perdeu o zagueiro Leandro Castán e o seu treinador, Lisca, ambos expulsos por Anderson Daronco. Enfurecido com a decisão, o comandante protestou: "Ele apatifou o jogo todo, e eu estou quieto aqui. Que isso, velho! Mas que barbaridade!", reclamou.

Polêmicas de lado, o São Paulo confirmou sua superioridade em relação ao time carioca, avançando às quartas de final da Copa do Brasil com 4 a 1 no placar agregado. Emiliano Rigoni e Benítez, ex-Vasco, anotaram os gols da vitória tricolor em Sáo Januário, com Liziero (contra) descontando para o time da casa.

facebooktwitterreddit