Copa Libertadores

Torcida do Flu cresce coro contra Roger Machado após eliminação na Libertadores

Fabio Utz
Mastriani abriu o placar da partida e deu tranquilidade ao time local
Mastriani abriu o placar da partida e deu tranquilidade ao time local / Pool/Getty Images
facebooktwitterreddit

O Fluminense caiu na Libertadores. E uma convicção da torcida carioca só se fortaleceu com a eliminação diante do Barcelona-EQU, na noite desta quinta-feira, no Equador: Roger Machado não serve para treinar o time tricolor.

Já era óbvio que uma queda no torneio continental levaria a ira do torcedor a cair sobre os ombros do treinador. Mas alguns aspectos vistos no duelo de Guayaquil ajudaram a carimbar esta sina. A equipe, apesar de dominar território, não criou muito. A lentidão nas trocas de passes chegou a ser irritante, e a inação do comandante a mudar o cenário na tentativa de ir em busca da vitória que garantiria a vaga gerou desânimo.

E isso teve consequências. O sistema defensivo do Flu, que na opinião da torcida foi desintegrado por Roger, vazou. Às costas de Luccas Claro, Mastriani fez o gol que nem era necessário ao Barcelona. E só aí, ou seja, depois dos 27 minutos do segundo tempo, que o treinador resolveu 'ousar' um pouco mais - até então, eram só substituições por lesão. E o máximo que o time conseguiu foi um empate, num pênalti cobrado por Fred, no último lance do duelo.

Se havia a esperança de que a semifinal da Libertadores fosse 100% brasileira, ela chegou ao fim com o empate em 1 a 1. O Fluminense fica pelo caminho deixando no ar uma pergunta: Roger realmente se repete em erros na sua carreira?

Para mais notícias do Fluminense, clique aqui.

facebooktwitterreddit