Transferências

Titularidade, Benzema e até Mbappé: pai de Haaland detalha recusa ao Real Madrid no mercado

Lucas Humberto
Passagem inicial de Haaland pela Premier League já rendeu recordes e gols importantes
Passagem inicial de Haaland pela Premier League já rendeu recordes e gols importantes / GEOFF CADDICK/GettyImages
facebooktwitterreddit

Erling Haaland causou impacto imediato no Manchester City. Em alta pelo sucesso no Borussia Dortmund, o norueguês tinha o Real Madrid entre suas opções no último mercado, mas acabou optando por seguir os passos do pai, que também defendeu as cores do time inglês durante a carreira. Em documentário, Alf-Inge deu detalhes sobre a decisão do filho.

"Temos em mente um critério: quem precisa de um camisa 9? O Manchester City era um 10, a opção perfeita, enquanto o Real Madrid era um 5 ou 6 pela forma como está jogando Benzema. E ainda poderiam contratar Mbappé"

Alf-Inge Haaland

Na produção, um jornalista questionou Haaland se era possível dar uma negativa aos merengues. "Boa pergunta. Não se pode recusar realmente", respondeu o camisa 9. Apesar das partes não terem se encontrado nesta janela, o futuro está em aberto. De acordo com informações do Jornal As, da Espanha, o atacante negociou uma cláusula de rescisão acessível no valor de 150 milhões de euros.

A "brecha" contratual pode facilitar uma potencial tentativa de contratação por parte do Real Madrid, sobretudo diante da eventual saída de Karim Benzema. Segundo apuração da imprensa espanhola, o projeto dos Blancos é ter Haaland a partir de 2024, quando o centroavante francês estará prestes a completar 36 anos. Substituindo vindo aí?

Erling Haaland, atacante do Manchester City
Haaland estreia na Champions League pelo Manchester City nesta terça-feira, 6 / OLI SCARFF/GettyImages
facebooktwitterreddit