Copa do Mundo 2022

Tite fala sobre lista final de convocados para a Copa do Mundo: 'Não quero fechar a casinha'

Lucas Humberto
Treinador se vê mais experiente e sereno para disputa de seu segundo Mundial
Treinador se vê mais experiente e sereno para disputa de seu segundo Mundial / Pixsell/MB Media/GettyImages
facebooktwitterreddit

Apenas um dia após o sorteio da Copa do Mundo - que colocou Suíça, Camarões e Sérvia como adversários da Seleção Brasileira -, Tite falou sobre suas próprias expectativas em relação ao Mundial do Catar, o último do treinador no comando da Canarinho. Em entrevista ao ge, ele se diz mais 'sereno' em relação a 2018.

"Estou um pouco mais sereno. Por não ter mais aquela sensação 'como vai ser a Copa?'. Hoje eu tenho a experiência. Eu queria fazer um ciclo (de quatro anos) completo. Mas tenho que ser coerente, o fato de ter feito o outro ciclo pela metade e de ter feito a Copa do Mundo me dá a experiência de saber como é a pressão, a expectativa exagerada e poder passar para os atletas."

Tite
Brasil Copa do Mundo Tite Suíça Camarões Sérvia Sorteio Catar
Brasil irá enfrentar Suíça, Camarões e Sérvia na fase de grupos da Copa / FRANCK FIFE/GettyImages

Durante a conversa, o técnico ressaltou a qualidade do seu rejuvenescido plantel, mas evitou falar em "grupo fechado". "Tem uma geração nova chegando, com muita qualidade, que dá muita opção, que competem (entre eles) e elevam a performance da seleção. Então você tem Vini Jr, Raphinha, Antony, Martinelli, Bruno Guimarães, Militão, Paquetá, Arana, Matheus Cunha".

Contudo, embora tenha citado várias peças, Tite tratou de ressaltar que não sabe quais serão os 26 convocados ainda. "Eu não quero fechar a casinha. Às vezes me vejo nessa armadilha: jogou bem assim, jogou bem com dois atacantes de lado, agora jogou bem com dois flutuadores por dentro, agora jogou bem sem um 9 fixo, agora jogou bem com Neymar por dentro e Paquetá pela esquerda".

Bruno Guimarães Brasil Copa do Mundo Tite Catar
Guimarães teve grande atuação na última rodada das Eliminatórias / JORGE BERNAL/GettyImages

"Aí eu digo assim: Adenor, não estabelece, não fixa situações, tenha versatilidade. Deixa o time falar, o campo falar. Tenho que dar as variações, mas deixar a equipe se mostrar também", completou. Ainda sobre o decorrer do ciclo, o treinador revelou que gostaria de ter enfrentado mais seleções europeias.

Com poucos meses restantes no comando da Canarinho, Tite classifica a decisão de sair como 'irreversível'. "Fruto de maturidade, de entender que existem ciclos profissionais e que isso não vai acabar com a pressão. Porque eu vou para outro local de trabalho e a pressão vai ser igual. Imagina a energia que gastaria querendo continuar depois da Copa".

"Então eu tenho noção exata da finitude. É uma característica da maturidade que talvez eu tenha conseguido."

Tite
Tite Copa do Mundo Sorteio
Tite irá deixar o cargo após a Copa / FRANCK FIFE/GettyImages
facebooktwitterreddit