Chelsea

Thiago Silva rebate críticas e pede respeito ao Chelsea: "Não tem essa de que europeu não liga para Mundial"

Bia Palumbo
Zagueiro vai disputar o título do Mundial de Clubes pela primeira vez
Zagueiro vai disputar o título do Mundial de Clubes pela primeira vez / Matthew Ashton - AMA/GettyImages
facebooktwitterreddit

O Chelsea sofreu, mas eliminou o Al Hilal, da Arábia Saudita, por 1 a 0 com gol de Lukaku e se classificou para pegar o Palmeiras na final do Mundial de Clubes.

"Escutei muitas coisas no Brasil, que o Palmeiras era favorito, mas a gente não chegou aqui por acaso, os dois mereceram por aqui. O recado é simples: a gente veio aqui para ganhar, mas sabemos que não vai ser fácil. Será um jogo equilibrado, mas espero que dessa vez eu possa sair vitorioso", declarou o zagueiro na zona mista em entrevista ao repórter Fernando Fernandes, da Band.

"Nossa motivação está lá em cima, não tem essa de que europeu não liga para Mundial, estamos disputando um título e isso é muito importante"

Thiago Silva, do Chelsea

"O Palmeiras é grande para caramba, tive a felicidade de enfrentar quando joguei pelo Fluminense e pelo Juventude. Sei da força da equipe e da torcida, lembro que em 2004 perdemos no antigo Palestra Itália e eu fiz um gol, mas mesmo assim a torcida deles continuou cantando. A presença dos palmeirenses aqui deixa eles mais fortes, assisti a alguns vídeos deles aqui, em tempos de redes sociais isso roda o mundo todo, mas a gente tem qualidade suficiente, o Chelsea é muito forte e não tem favorito para esta final", completou o zagueiro de 37 anos.

O placar da semifinal resume o que aconteceu em Abu Dhabi, um Chelsea que saiu na frente logo no primeiro tempo e contou com uma falha da defesa rival para Lukaku completar para o gol. Na etapa final a impressão é de que a equipe caiu fisicamente, principalmente porque deu mais chances ao time asiático, que só não empatou graças às intervenções do goleiro Kepa.

"A gente já sabia que seria um jogo difícil. Futebol não engana mais, não tem como. Todas as equipes se preparam bem. Al Hilal equipe investiu milhões, demonstrou qualidade, tivemos momentos difíceis e sabemos que o mais importante era construir o resultado. Esperamos nosso treinador esteja conosco na beira do gramado porque a presença dele nos impacta um pouco mais", concluiu ele, referindo-se à ausência de Thomas Tuchel, que ainda não viajou aos Emirados Árabes porque recupera-se da Covid-19.

facebooktwitterreddit